Selecione o tipo de erro abaixo

Capítulo 277 – A roda da eternidade

Tradutor: Cybinho

Bi De moveu as asas e o pescoço, esticando-se adequadamente. Já se passaram meses desde que ele se envolveu em batalha nesta verdadeira forma, e seu oponente não era alguém que ele pudesse lutar sem estar em suas melhores condições.

Ele ficou maravilhado com a forma como seu corpo se movia, sentindo-se muito mais suave e preciso em comparação com sua forma humana. Romper aumentou… tudo. Sua plumagem era mais refinada. Seus olhos estavam mais aguçados e seus sentidos se expandiram de maneiras que ele não sabia serem possíveis. Ele estava perfeitamente consciente de cada parte de seu corpo. As pequenas cicatrizes que as impurezas de Chow Ji deixaram em seus músculos haviam desaparecido. As microfraturas em suas asas causadas pelos dentes de Basi Bu Shi, a cicatriz de Sun Ken em sua perna — tudo isso não existia mais.

Era como se ele tivesse nascido de novo do óvulo; no entanto, ele sabia que ainda tinha muito trabalho a fazer. Seu corpo desejava mudar ainda mais. Para expulsar mais impurezas e se refinar em uma verdadeira arma.

Bi De respirou fundo, o ar nutritivo da Montanha Oculta encheu seus pulmões e reabasteceu seu Qi. O dano que Sheng lhe infligiu foi catalogado; foi apenas superficial.

Isso era muito melhor.

O rugido da multidão estava nos ouvidos de Bi De. Seu tumultuado Qi encheu o ar enquanto o choque os dominava com a verdadeira forma de Bi De. O locutor do torneio pareceu por um breve instante como se estivesse prestes a interferir… quando de repente parou, seu rosto ficando pálido.

A boca de Zang Sheng estava aberta em choque e confusão.

“Este aqui pede desculpas por se conter. Podemos começar de novo”, disse Bi De enquanto se preparava.

Zang Sheng passou de chocado a irritado.

Você estava se segurando? Esta é a sua forma mais poderosa? Não sei o que é mais insultuoso. O fato de você ser um frango ou de estar se contendo contra mim.”

Relâmpagos começaram a brilhar e estalar ao redor de seu corpo quando ele começou a caminhar para o lado, já procurando uma posição mais vantajosa para atacar. Bi De o copiou. Ele ainda sentia algumas dores da batalha até agora, enquanto Sheng estava quase recuperado; Bi De não desferiu golpes reveladores em sua forma humana.

“Foi muito difícil”, respondeu Bi De. “Você é um inimigo poderoso e foi apenas minha familiaridade com suas artes que impediu minha derrota.”

Sheng franziu a testa ainda mais antes de respirar, seus olhos se tornando penetrantes e perigosos.

Para surpresa de Bi De, Sheng não ficou furioso – em vez disso, sua intenção se concentrou. Parecia que de todos os seus oponentes, Sheng seria o primeiro a não subestimar Bi De nesta verdadeira forma. “Muito bem então”, disse o Jovem Mestre uniformemente. “Suponho que também estava me segurando um pouco. Não importa a forma que você assume. Vou esmagá-lo e fazer com que você me sirva. Força acima de tudo.”

Com essas palavras ditas, nada mais precisava ser dito.

As esporas de Bi De acenderam-se com a sagrada ira lunar. O Qi relâmpago de Sheng disparou. As garras de Bi De cravaram-se na pedra enquanto ele se lançava para frente.

[Passos Trovejantes]

E então eles se enfrentaram mais uma vez.

Um punho envolto em relâmpagos encontrou uma lâmina prateada.

Uma enorme onda de choque atingiu a formação de barreira ao redor da arena, fazendo-a brilhar.

A prata encontrou o ouro e ambos pararam.

Antes, todas as outras vezes em que Sheng atacou, Bi De cedeu terreno. Ele havia recuado, totalmente dominado. Cada momento foi gasto simplesmente em permanecer vivo, tentando minimizar o dano sofrido.

Bi De olhou nos olhos azuis brilhantes de Sheng. Ambos flexionaram, jogando-se para trás. Sheng levantou a mão e Bi De estreitou os olhos, a luz se reunindo em torno de ambos.

[Artes de Fulminação: Fio de Ouro]

[Luz da Lua Cheia]

Um raio se chocou contra um feixe de luz purificadora. Cada um lutou contra o outro, até que estes também se anularam em uma explosão massiva que fez as barreiras explodirem novamente.

=============================

Gordo Han sentiu-se bastante entorpecido.

Seu bom amigo, que tanto o ajudou, era uma Besta Espiritual. E não qualquer Besta Espiritual, mas um galo.

Um frango agora lutando… não, agora igualando com Zang Sheng.

Biren obviamente sabia de alguma coisa. Sabia o suficiente para até fazer piadas sobre isso. E embora Han quisesse respostas… por enquanto, tudo o que ele podia fazer era olhar para o que estava acontecendo abaixo dele.

Deveria ter sido cômico. Um frango lutando contra Zang Sheng. Parecia uma piada de mau gosto. Deveria ter acabado em um instante.

E ainda assim a batalha continuou.

Faíscas e explosões de Qi iluminaram a crescente nuvem de poeira onde eles duelaram enquanto Zang Sheng entrava em confronto repetidas vezes com o galo orgulhoso que o desafiara. O trovão anunciava os golpes de Shang, enquanto o poder de Bi De soava como um sino puro, lindo e celestial.

Havia energia suficiente sendo lançada para que Han tivesse morrido em um instante se estivesse no meio de tudo isso. E eles claramente não estavam diminuindo a velocidade. Na verdade, eles pareciam estar acelerando 

Sheng saiu da fumaça, perseguido por Bi De.

Han mal conseguia compreender o que aconteceu em seguida, pois os membros do homem e do galo ficaram confusos. Parecia-lhe mais uma das “apresentações de slides” de Biren em avanço rápido – ele só conseguia vislumbrar os confrontos e as breves pausas enquanto os combatentes atacavam cem, depois mil vezes, enquanto ambos caíam de volta à terra.

Sangue jorrou de um corte no braço de Sheng. Bi De grunhiu quando a eletricidade brilhou ao longo de seu corpo.

[Presas Lunares Descendentes]

Bi De capotou, suas esporas se transformaram em foices selvagens enquanto desciam em direção a Sheng. O homem levantou o braço, aceitando o golpe e grunhindo enquanto eles mordiam sua carne – mas ele simplesmente trouxe o outro braço de volta em troca.

[Chifre Destruidor do Céu]

O braço de Sheng se descompilou em um raio, transformando-se em uma lança ardente de energia cintilante e, no espaço entre os batimentos cardíacos, Sheng o enfiou no peito do galo.

A armadura prateada no peito de Bi De brilhou com luz – mas o ataque a dominou. A lança relâmpago penetrou, desintegrando todo o peito de Bi De.

O queixo de Han caiu, surpreso por Bi De ter morrido tão repentinamente, apenas para o corpo de Bi De ficar completamente prateado antes de desaparecer como a névoa ao amanhecer – e para um galo completamente preto saltar das sombras, suas esporas prateadas em chamas prontas. .

[Faces Divididas da Meia Lua]

Sheng conseguiu puxar o braço do sósia prateado e rasgou-o para encontrar a luz com um rugido.

A prata encontrou o ouro e a arena explodiu novamente com Qi.

Han só conseguia olhar, com a boca seca, para a distância entre eles. Ele mal sentiu Yushang sacudindo-o e gritando, ou os olhos arregalados de admiração de Shao Heng.

E então, Han sentiu sua determinação firme. Ele não se desesperou. Em vez disso… ele só podia se perguntar quando seria capaz de ficar ali como eles.

==============================

Mais uma vez o mundo se reduziu completamente a nada além da luta por Bi De.

Se ele pensasse no mundo exterior, perderia instantaneamente esta batalha. Até mesmo conversas e brincadeiras foram deixadas de lado, pois Zang Sheng não estava dizendo nada e Bi De sabia que nenhuma palavra que ele falasse teria qualquer efeito.

Zang Sheng estava tão concentrado quanto ele.

Bi De distorceu uma combinação de ataque que teria desmantelado um humano, aproximando-se de seu adversário. Sheng era claramente inexperiente em lutar contra algo tão pequeno como Bi De. Os movimentos estavam errados, mas Sheng já estava se adaptando, pois Bi De teve que abortar seu próprio ataque. Ele usou suas asas para se jogar para trás, para não ser pulverizado por um raio. Sheng aproveitou a mudança repentina de posição e avançou, todo o seu corpo brilhando com a luz.

Sheng havia lutado originalmente… com segurança, era a melhor maneira que Bi De poderia descrever. Não houve aberturas. Cada movimento foi perfeito para levar Bi De à derrota sem permitir nem um centímetro de retaliação. Isso mostrou a diferença de poder entre eles, mas Sheng o levou a sério o tempo todo.

Agora, os ataques de Sheng foram maiores. O Jovem Mestre estava se deixando aberto à retaliação de uma forma que nunca havia feito antes, mas o poder absoluto que ele estava liberando tornava difícil capitalizar qualquer uma dessas oportunidades.

Enquanto antes era apenas uma questão de tempo até que Bi De fosse derrotado por ele, agora tudo estava no fio da navalha.

Eles trocaram golpes, como um oceano que refluía e fluía em ciclos. Bi De estava sangrando; suas penas foram queimadas quando outro golpe devastador o atingiu. O próprio Sheng estava cheio de cortes, mas o luar purificador não fez absolutamente nada mais com ele do que fizera com Zang Li.

Zang Sheng… Ele era um homem monstruoso. Ele era forte. Ridiculamente forte. Mesmo Zang Li com todo o seu poder teria sido totalmente esmagado diante da torrente de relâmpagos e das habilidades que ele exibiu.

Mas à medida que a luta avançava, algo começou a mudar. Enquanto eles trocavam golpes e se esforçavam ao máximo… a produção de Sheng começou a cair ligeiramente. Seu Qi começou a diminuir.

Sheng estava começando a ficar cansado.

Embora o próprio Bi De precisasse simplesmente respirar, o ar da província fornecia-lhe tudo o que precisava. Ele ainda acabaria se esgotando… mas ainda demoraria muito.

A terra foi dada gratuitamente a quem a doasse.

Sheng percebeu isso. Era impossível não fazer isso. Seu rosto se contorceu – e então, seus olhos se estreitaram.

“Então é assim,” ele afirmou simplesmente.

[Artes Proibidas:—]

Os olhos de Bi De se arregalaram quando o Qi de Sheng disparou repentinamente – o outro homem queimando anos de sua própria vida, em vez de ser derrotado.

O homem se descompilou completamente em um raio, seus olhos e corpo queimando em azul. Ele levantou as mãos e o mundo gritou.

[ Momento Efêmero e Eterno ]

A luz emanava dele. Consumiu toda a arena. Consumiu o céu. Foi um ataque avassalador. Bi De sentiu suas penas se arrepiarem. A Égide da Lua Cheia não seria suficiente para isso.

O mundo desacelerou enquanto o ataque avançava em direção a Bi De, um ataque que seria capaz de derrubar o topo de uma montanha.

Foi um golpe letal, um que Bi De não conseguiu bloquear ou esquivar.

Ele fechou os olhos enquanto convocava [As Faces Divididas da Meia Lua] para o seu lado.

Bi De amava a lua. Ele amava sua beleza sublime; a forma como lhe fez companhia naqueles primeiros dias, sua única companhia durante a noite.

Era sua espada e seu escudo… e nunca o decepcionou ou falhou.

Ele mais uma vez colocou sua confiança naquela luz prateada.

Bi De abriu os olhos. O raio estava quase sobre ele e seu clone.

Bi De deu um passo à frente para enfrentá-lo.

Suas penas ficaram pretas e prateadas, as cores de sua amada lua. Ao lado dele, sua outra metade fez o mesmo, revestindo-se do luar sagrado. Uma lua crescente queimou em sua testa.

Ambas as metades iniciaram um flip. O início de seu primeiro movimento, o [Ascensão da Lua Crescente]. Seu velho e fiel amigo.

E, no entanto, mesmo quando ele começou a mudança, havia algo fundamentalmente diferente nisso.

Bi De era uma criatura de Yang, uma linhagem ligada ao chamado do Sol, como um defensor viril; ainda assim ele cultivou a Lua. A luz fria e a escuridão.

Mas era apenas uma parte do todo. Foi apenas uma parte do ciclo… assim como ele.

A Lua e o Sol. Yin e Yang.

No entanto… eles eram um na verdade. Uma parte de uma dança sem fim.

Ele nunca teve forças para fazer isso antes. Mas agora… Neste momento, ele desejava a vitória. Para Yushang… e para ele mesmo.

Algo acendeu. Seu clone sombrio se fundiu em seu corpo… e por um breve instante, Bi De queimou ouro.

A lua nasceu. Depois o sol. Então a lua novamente, espiralando em perfeita harmonia por toda a eternidade.

Yin e Yang, escuridão e luz, um dueto de um girou inexoravelmente para a frente em direção à massa de relâmpagos que vinha em sua direção.

Não tinha nome. Ainda não. Ainda estava incompleto.

O Relâmpago do Céu encontrou a Roda da Eternidade. Um momento capturado pelo brilho do relâmpago deu início à marcha interminável.

Mas foi o suficiente.

O mundo desapareceu na luz. Bi De sentiu suas penas queimarem. Ele sentiu seu corpo gritar em protesto. Parecia que ele estava tentando resistir à mudança das estações ou voltar no tempo.

O fogo dourado desapareceu, até que tudo o que restou foi prata.

Mas ele confiou em si mesmo. Ele acreditou. A Lua sempre nascia novamente.

E o relâmpago começou a desaparecer quando o Taijitu irrompeu pela parte de trás da técnica, brilhando com prata.

Zang Sheng não implorou. Ele não virou as costas nem tentou fugir.

Ele ergueu os braços num último bloqueio desafiador, sem conter ódio nos olhos; tudo o que restava neles era um respeito simples e relutante.

A perna de Bi De bateu em seu peito.

Olá, eu sou o Cybinho!

Olá, eu sou o Cybinho!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥