Selecione o tipo de erro abaixo

Alguns dias depois.

Em uma mansão localizada em um enorme campo, com ervas verdes que brilhavam com os raios do sol, onde também estavam cercadas por uma enorme e vasta floresta.

Ken estava apoiando os braços sobre uma das janelas do quarto, olhando para a paisagem que se estendia na sua visão.

Não muito longe da mansão se encontrava um enorme templo aos escombros, onde os discípulos-divinos foram invocados.

“Não importa o quanto eu pense, ainda é estranho.”

Dúvidas surgiram na mente de Ken.

Eles foram invocados em uma área isolada. Foi dito que este era o único local onde os discípulos-divinos poderiam ter sido invocados, o mesmo local onde os primeiros surgiram.

Todos aceitaram o que lhes foi dito, mas ainda Ken achou estranho a conversa que tiveram.

“Parece que realmente fomos invocados em um outro mundo, e…por alguma razão, neste mundo estamos com apenas 16 anos de idade”

Isto foi ainda mais estranho. 

‘Havia necessidade de uma redução de idade?’

A única solução plausível era para que tivesse mais tempo para treinar, por isso os anos foram reduzidos quando foram invocados.

Kim também havia lhe contado sobre a conversa que tiveram com os deuses.

Sobre a grande guerra-do-milênio. Uma guerra que levou milhares de anos para ser travada, e que os inimigos eram demônios invasores de uma dimensão diferente.

Mas felizmente esta guerra foi finalizada pelos antigos discípulos-divinos, aqueles que receberam poderes e os conhecimentos dos deuses.

Parecia até brincadeira, pensou Ken.

Mas, depois dos anos de paz, portais ligados a esta dimensão demoníaca, chamadas de portais do submundo, começaram a surgir ao redor do mundo.

Portanto, para prevenir que não aconteça uma nova guerra-do-milênio, a lenda dizia que 6 indivíduos seriam invocados para este mundo, para se tornarem nos novos discípulos-divinos, e que lutariam contra a ameaça dos demônios.

Apenas os discípulos-divinos possuem o poder necessário para lutar contra os demônios, foi o que disseram.

Mas o problema era que, a história contava apenas sobre a existência de 6 discípulos-divinos, e que apenas seis seriam invocados para se tornarem nos novos discípulos dos deuses.

Ficaram sabendo que em outros reinos, três indivíduos também foram invocados para este mundo. Fazendo as contas, percebe-se que foram 7 pessoas invocadas e não 6.

Haviam duas opções, ou a lenda estava incorreta e seriam 7 a serem invocadas, ou um dos indivíduos invocados era um falso discípulo-divino. A primeira opção parecia a mais plausível, mas Ken sabia que a última era a verdadeira.

Em um mundo onde existe o que chamam de núcleo de mana.

Mana é uma energia invisível presente na natureza que circula pelo mundo.

Aqueles que conseguem armazenar esta energia da natureza no centro de seus corpos, chamados de núcleos de mana, podem ser utilizados e convertidos em poder.

Tanto magos, espadachins ou artistas marciais utilizam deste núcleo para exercerem os seus poderes.

E entre eles existem níveis. E estes níveis são:

Nível iniciante.

Nível intermediário.

Nível Avançado.

Nível especialista.

Nível mestre.  

Mas os magos são diferentes das pessoas que utilizam armas e os punhos, eles têm seu próprio meio de diferenciar os níveis, que são:

 Mago de 1ª classe até o Mago de 9ª classe.

Estes são os níveis ranqueados neste mundo. Mas, para as poucas pessoas que chegaram a ultrapassar estes níveis, são chamados de ‘Grão-mestres’ ou Magos de ‘10ª classe’. São conhecidos como: aqueles que alcançaram o reino divino.

Os discípulos-divinos possuem marcas colocadas em seus corpos pelos deuses, chamados de emblemas.

Neste mundo, existem 4 tipos de emblemas, que são chamados de emblemas do Zodíaco.

As 12 siglas do zodíaco representam os 6 deuses e os 6 grandes espíritos. 

Áries, Touro, Gêmeos, Câncer, Leão e Virgem. Estes seis representam os seis deuses.

Libra, Escorpião, Sagitário, Capricórnio, Aquário, Peixes. Estes representam os seis espíritos. 

O primeiro Emblema é o chamado de ‘emblema-divino’, o tipo de emblema que apenas os 6 discípulos-divinos possuem, o emblema encontra-se presente nas costas das mãos direitas dos indivíduos. 

No emblema dos discípulos-divinos, encontram-se presentes seis casas onde se encontram os 6 signos que representam os deuses do zodíacos em forma de círculo, mas no centro da marca do círculo do emblema encontra-se o signo de cada discípulo.

No caso de Kim é o Leão, Leila o Gêmeos e a Eliza a Áries.

Todo o emblema é de cor preta, com exceção do signo de cada discípulo-divino que é dourado.

O segundo é o ‘emblema-espiritual’, não é um emblema dado pelos deuses, mas sim dado pelos 6 grandes espíritos que habitam neste mundo.

A pessoa escolhida no reino de Celestine é a Santa-rainha, Clarice Lumiere.

Estas pessoas não possuem uma grandiosa mana divina, mas possuem um poder ainda maior por possuírem o emblema.

O signo do Zodíaco de Clarice é a Libra. 

Os emblemas-espirituais encontram-se nas costas da mão esquerda. Nestes emblemas encontram-se presentes seis casas onde se encontram os 6 signos que representam os seis espíritos em forma de círculo, e no centro se encontram o signo de cada reino.

Toda a cor deste emblema é toda de cor preta, com exceção do signo do centro que é prateado.

O terceiro é ‘emblema-do-seguidor’. Como diz o nome, este tipo de emblema é dado para cada pessoa que decidir seguir fielmente aqueles que tiverem o emblema-divino ou o espiritual.

Cada seguidor terá a sigla do zodíaco da pessoa que decidir seguir. No caso do emblema- divino, o seguidor terá a sigla da pessoa que decidiu seguir na costa da sua mão direita, quanto do emblema-espiritual, na sua mão esquerda.

E por último, o ‘emblema-amaldiçoado’. Apenas o nome já diz que não é um emblema muito agradável.

Este não é um emblema muito conhecido, ela não é dada pelos grandes espíritos e também dizem que não é concebida pelos deuses.

Por quê?

Porque a pessoa que possuir este emblema, não será capaz de usar magia, não será capaz de manifestar a aura e também não possui um núcleo de mana. Além do mais, o emblema também proíbe a pessoa de carregar uma arma, quer seja uma espada, uma lança, um arco ou entre outros. 

Eles eram conhecidos como discípulos falsos.

Mas dizia-se que ela permite à pessoa uma enorme resistência física e mental, se é que isto é uma coisa boa.

Apoiado sobre a janela, Ken examinou a palma de sua mão.

12 casas formavam um círculo ao invés de 6, mas ao invés de estarem presentes as siglas do zodíaco, elas estavam vazias, e no centro encontrava-se o desenho de uma meia-lua, tão fina quanto um simples traço.

O emblema-amaldiçoado.

Pelo seu azar, Ken possuía o emblema amaldiçoado, o que quer dizer que não poderia ser considerado um discípulo-divino.

Ele não sentia um núcleo de mana no corpo, não seria capaz de usar maga e não poderia carregar nenhuma arma.

“Ah…sou invocado em outro mundo, mas acabei descobrindo que estou abaixo da cadeia alimentar.”

Parecendo infeliz, Ken voltou sua atenção à paisagem através da janela.

*Toc, toc, toc*

Enquanto estava distraído em seus próprios pensamentos, alguém bateu na porta do quarto.

“Sim?”

“Com sua licença.”

A porta se abriu, revelando a pessoa por trás dela.

Um homem bonito de cabelo loiro brilhante.

“Príncipe?”

A pessoa por trás da porta era o príncipe do reino Celestine, Julius Lumière.

Ken tem estado em seu quarto estudando tudo sobre o mundo, então eram poucas vezes que se encontrava com o príncipe e outras pessoas.

“Como você tem estado, Sir. Sakamoto? Você tem um minuto?”

“Hm?”

Com o pedido do príncipe, os dois começaram a andar pelos corredores da mansão.

“Antes de tudo, queria me desculpar por termos o invocado repentinamente, eu peço que nos perdoe.” 

Disse o príncipe abrindo a conversa.

“Pelo que eu sei, não tem com o que se desculpar, afinal, os responsáveis pela nossa invocação foram os deuses, não?”

“Sim, isto é verdade. Mas isto aconteceu pelo nosso pedido de ajuda aos deuses, então não deixamos de ser responsáveis.”

Mesmo na sua posição de príncipe, Julius era bastante cuidadoso com as palavras dirigidas aos discípulos-divinos. Além de ser bonito e forte, também tinha uma boa personalidade. 

Sem dúvidas qualquer mulher se atrairia por ele.

“Bem, se você diz…”

Ken coçou a cabeça desistindo da persistência de Julius.

“Hahaha, você não precisa se sentir desconfortável. Então, o que estás achando deste lugar?”

“Hm…”

Com esta pergunta, Ken começou a pensar no que dizer.

“Na verdade, é bastante confortável, agradeço pelo que estão fazendo conosco.”

“Imagina, isto era o óbvio que podíamos fazer por vocês. Por sinal…”

Ken podia sentir, o verdadeiro motivo pelo príncipe tê lo abordado era agora.

“Soube que você e os discípulos eram amigos em outro mundo, mas acabei notando que existe uma certa distância entre vocês, aconteceu alguma coisa?”

‘Ele percebeu? Bem, acho que não é mais segredo’

Desde que foram invocados, Ken e seus antigos amigos não têm se visto muito, ao contrário dos três que estavam sempre juntos. Era óbvio que estavam evitando Ken.

Não seria estranho as pessoas perceberem que havia alguma coisa estranha entre eles.

“Bem…aconteceram algumas coisas.”

Mas Ken respondeu sem revelar as verdadeiras questões.

“Ah, desculpe se estou me intrometendo onde não deveria, não precisas contar se não quiseres.” 

O príncipe virou-se para mim e se desculpou quase sem jeito.

“Não precisas de se desculpar…”

Mesmo que ele agindo sem jeito, Ken não tinha planos de contar para ele sobre seu passado. Nem para ele, nem para ninguém.

Foi neste momento que houve uma leve distorção na expressão do príncipe, mas logo voltou ao normal. Ken parecia não ter percebido.

“Vossa alteza!”

De repente os dois foram interrompidos por uma voz que veio de trás. Eles então se viraram assim para a pessoa.

Ele tinha a mão direita sobre o peito e estava curvado, sua idade não era diferente deles, seu cabelo era castanho lizado por trás, seu uniforme era como de um nobre.

O príncipe, assim que viu a pessoa, se virou para o Ken e disse.

“Infelizmente teremos que terminar a nossa conversa, mas se precisares de alguma coisa, só precisas dizer para mim.”

“Claro, cobrarei estas palavras depois.”

“Hahaha, então até mais.”

Com isto, o príncipe andou até o jovem nobre, mas ele não parou e continuou a andar até passar por ele.

Assim que o jovem levantou a cabeça, por um breve momento olhou com insatisfação para o Ken e então começou a seguir o príncipe.

‘Então é assim, é?’

Sim, esta é a reação das pessoas quando descobriram que Ken possuía o emblema amaldiçoado, olhares de insatisfação.

Ken acreditava que eles estavam dando-lhe tratamento especial por vir do mesmo mundo que os discípulos-divinos. 

Se ele estivesse sozinho em tal lugar, acreditou que as pessoas mostrariam suas verdadeiras garras e o rasgaram.

Só de pensar nisso, Ken tremeu.

Deixando os pensamentos de lado, Ken continuou sua caminhada pela mansão.

Olá, eu sou o Melqui-Zedequi!

Olá, eu sou o Melqui-Zedequi!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥