Selecione o tipo de erro abaixo

Apenas algumas gotas de meu poder foram o suficiente para curar ferimentos provenientes de um campeão abençoado por deuses, isso me surpreendeu.

Foi simplesmente natural, como se a energia dentro de meu núcleo existisse apenas para confrontar a divindade.

No final, acho que era apenas um reflexo de mim mesmo. Aquela energia era a incorporação do meu significado em um poder capaz de mudar o mundo.

“Como você fez isso?” Roger indagou, esfregando a palma da mão no buraco em seu manto onde antes estavam as queimaduras.

“… Não importa.” Respondi indiferentemente. Por mais que eu tivesse uma compreensão natural de meu poder, ainda precisava aprender sobre sua extensão e propriedades.

Eu sabia que ele era feito de duas sub-energias, a da morte e a do caos. Poderia separá-las ou juntá-las para usos diferentes.

Já havia descoberto que a energia da morte poderia ser usada para cura, o que era meio contraditório. A do caos ainda era uma incerteza, mas ela era necessária para transformar meu corpo naquele estado superior.

Era um poder misterioso que com certeza demoraria para aprender sobre todos seus segredos.


“Grande Virtude de Casmael.” De repente falei, chamando atenção de todos. “Qual o significado?”

“Hmm…” Roger murmurou ao colocar a mão no queixo. “Já vi esse nome sob o brasão de um exército de postulados do leste, inclusive quase todas as vezes que encontrei esse nome a origem da informação vinha de um templo dogmático no leste.” Declarou com a voz séria.

“Casmael não é uma deusa dos grandes deuses protetores?” Vivian disse, despertando minha atenção.

“Deuses protetores?” Indaguei.

“Sim, são os grandes deuses que protegem o mundo de acordo com a religião do Reino Salazar. Já escutei sobre essa deusa de alguns fanáticos.” A mulher completou.

‘Grande Virtude de Casmael… Deuses protetores…’ Reuni as informações mais importantes. ‘Eu não sabia que os deuses do abismo tinham nomes.’

‘Por que existe uma categoria separada dos outros deuses? Deve haver um motivo para serem considerados protetores.’ Assim que lembrei das palavras de Julian, tudo ficou óbvio. ‘Esses deuses protetores devem ser os deuses que fornecem seus poderes para os campeões. Significa que nem todos eles fazem isso. Alguns devem ser mais poderosos que outros.’

Eu não via os deuses como indivíduos conscientes de seus próprios desejos. Para mim, todos eles eram iguais e buscavam a mesma coisa, mas se minha teoria fosse verdade, provavelmente havia alguma hierarquia entre eles, um sistema baseado no poder.

“Vocês sabem a origem do poder dos campeões?” Indaguei para todos. Stella ficou em silêncio, no entanto.

“Sabemos que seu poder provém diretamente dos deuses e que existem deuses diferentes com bênçãos diferentes. Também sabemos que os cavaleiros postulados recebem uma parte das bênçãos quando entram nas fileiras, pelo que eu lembro chamam de bendição. É como uma árvore, a fonte do poder divino se espalha pelos galhos.” Vivian detalhou, me deixando incrédulo.

Eu sabia sobre a origem divina, mas não sobre as bendições. Até o dia anterior eu achava que os postulados eram humanos comuns.

“…”

“E você nunca me ensinou algo tão importante?” Questionei para Roger, levemente irritado. 

“Você sempre murmurava sobre matar deuses e isso e aquilo, achei que você sabia tudo sobre eles e os postulados, sei lá.” O homem respondeu, coçando a cabeça.

“E de alguma forma fez sentido que uma criança ignorante como eu saberia de tudo sobre o exército e cavaleiros?” Tentei discutir, mas desisti. A situação era muito urgente para perdermos tempo com isso.

“O que vocês sabem sobre Casmael? Parece que ela é a dona do poder daquele campeão, talvez possamos descobrir algo.” Falei, mas apenas recebi balançares de ombros.

“Essa deusa só é famosa no leste.” Vivian disse, terminando de ajudar Roger.

“Então por que um campeão sob seu título está aqui, no oeste?” Indaguei, observando todos.

“Não sabemos, e por que estamos perdendo tempo aqui?” Vivian falou ansiosamente. “Tem um exército se aproximando, preciso levar vocês para o porão. Roger, o que você fará?”

Meu amigo pareceu em dúvida. Ele olhou para a direção que veio voando, onde Hark e nosso inimigo faziam a cidade tremer.

“O futuro é mais importante.” Roger anunciou ao caminhar até mim e colocar a mão em meu ombro. “Você e Stella são nosso futuro. Hark consegue aguentar o tranco até terminarmos.” Declarou com um sorriso.

“Então vamos nos apressar.” A mulher falou ao pegar em nossa mão, Roger seguiu logo atrás.

Corremos pelas casas e ruas abandonadas da cidade. As casas ameaçavam desmoronar a cada impacto, o céu se iluminou várias vezes em uma aurora boreal azul e dourada feita de fogo.

Quando finalmente chegamos na frente do quartel, um som musical ecoou pelo interior das montanhas. Ao olharmos para cima, guerreiros de armadura carregando bandeiras estavam nos cumes.

Os contornos das montanhas que separavam sua natureza verde do céu do horizonte se tornaram prata quando o exército invasor surgiu.

Isso aumentou o senso de urgência em todos nós, então nos apressamos e entramos no quartel. Vivian correu por corredores aleatórios até que entrou numa sala específica.

Um alçapão se escondia sob um tapete coberto de poeira. Um corredor de escadas desceu para a escuridão abaixo do local.

Consegui enxergar perfeitamente, mas o resto do pessoal não, então um orbe de luz e fogo foi criado para iluminar o ambiente abandonado da escadaria.

Descemos por alguns minutos, frequentemente minúsculos pedaços de rochas caiam em nossas cabeças quando o chão tremia.

Finalmente chegamos em um grande salão completamente escuro. Parecia uma prisão, onde alguns esqueletos repousavam sobre correntes no chão.

Grandes pilares rochosos sustentavam a estrutura, corredores diversificaram-se para várias direções e salas estranhas eram guardadas por portas de grades.

“Que lugar é esse?” Stella indagou, apertando minha mão.

“Ainda não sabemos. Procuramos em registros escritos, mas não achamos nada. Parece ser uma prisão, mas existem quartos com mesas e livros antigos, que nem lá em cima.” Vivian declarou ao nos levar por um corredor específico. “Mas isso não é tudo.”

Uma luz azul misteriosa chamou minha atenção no final do corredor. Quando chegamos, um grande mecanismo estranho ocupava todo o centro da sala.

Um pilar fino de luz azul conectou duas pontas de metal de uma máquina misteriosa. Alavancas e botões ocupavam uma superfície metálica ao lado.

“Que mecanismo é esse?” Indaguei ao estudar a criação esquisita.

“Um portal.” Vivian revelou, chamando atenção de todos nós, menos Roger. “Esse é o motivo de vivermos na cidade. Estudamos essa máquina faz anos e descobrimos que ela pode criar dois pontos conectados no espaço em qualquer lugar. Ou seja, se quisermos, podemos entrar no quarto do rei agora mesmo. É tudo questão de cálculos.”

Fiquei extremamente surpreso com sua explicação. Parecia uma tecnologia avançada, mas seu aspecto era antigo. 

“Mas ele é instável. Mais da metade das vezes que testamos, nossos magos foram partidos ao meio e só sobrou as pernas ou tronco.” A mulher falou, preocupada.

Stella engoliu seco ao ouvir isso.

“Não precisa se preocupar.” Vivian confortou com um sorriso e tom doce. “Farei de tudo para que dê certo.”

“Para onde você irá nos teleportar?” Questionei, incomodado com a imprevisibilidade da situação.

“Um orfanato no norte. É de alguém confiável, não precisa se preocupar, Sirius.” Vivian explicou ao interagir com alguns botões.

‘O que tem de tão especial nesse lugar? É o local que Hark havia me pedido para levar Stella caso algo desse errado no evento.’ 

‘E pelo visto tudo deu errado mais cedo do que esperávamos.’

Entretanto, tudo tremeu mais uma vez, fazendo o portal piscar por instantes.

Rugidos ferais e sibilos urgentes ecoaram na minha mente quando meus instintos gritaram em uníssono. Eles levaram meu olhar para cima, logo antes de um estrondo assustar todos.

Olá, eu sou o Kalel K. Dessuy!

Olá, eu sou o Kalel K. Dessuy!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥