Selecione o tipo de erro abaixo

A mente de Fernando estalou, quando lembranças do passado lhe vieram à mente. Simon, Hannah, Natália, Kel, Remir, Marlon e muitos outros. Havia simplesmente muita gente que lutou ao seu lado e morreu, sem que ele pudesse fazer qualquer coisa a respeito.

E agora, bem diante de seus olhos, o mesmo estava acontecendo.

Crack!

Com os braços trêmulos, o jovem Tenente viu a mão do Ciclope apertar e um estalo agudo pôde ser ouvido enquanto Lance se debatia, tentando se libertar.

“Merda!” Lance gritou. Seu braço esquerdo metálico, que foi pego na diagonal, quebrava-se sob o aperto da criatura, ao mesmo tempo, em que ele era erguido. Se o Ciclope conseguisse fechar a mão ou o levasse com força contra o chão, não seria só sua prótese que seria esmagada.

Com uma expressão fria, o olhar de Fernando fixou-se na criatura. Veias estavam saltando em seu rosto, enquanto sentiu uma raiva indescritível.

Ele estava cansado, cansado de perder pessoas ao seu redor, cansado de ver aqueles que o seguiam morrer um após o outro. Cansado até mesmo desse mundo, no qual era semelhante a muitos países precários na Terra, onde vidas eram tratadas como nada além de algo de baixo valor.

Sem pensar duas vezes, soltou a corrente que segurava, erguendo a sua mão direita para o alto.

No instante em que foi solto, o grande e gordo Ciclope puxou sua perna, tentando se erguer. 

BOOOM!

No entanto, algo o jogou de volta para baixo com brutalidade.

Uma poderosa Lança de Fogo atingiu a criatura nas costas, fazendo boa parte de trás de seu corpo começar a entrar em chamas.

Devido ao choque, por um instante, o aperto sobre Lance diminuiu, mas logo voltou a fechar-se quando a coisa firmou-se, tentando se erguer, apesar de continuar em chamas.

BOOM! BOOM!

Quando o Ciclope estava prestes a se levantar, mais duas Lanças de Fogo explodiram em suas costas, fazendo-o cair novamente.

“Você não vai a lugar nenhum.” O jovem Tenente falou, com uma voz fria. Em cada uma de suas mãos, novas Lanças de Fogo estavam sendo rapidamente moldadas, então se posicionou para jogá-las.

“Por favor, espere, Fernando! Eu consigo salvar o Lance!” A voz de Kelly soou, quando ela passou por ele, erguendo seu arco para o alto. Sua expressão estava firme e confiante.

O rapaz pálido, que estava prestes a atacar novamente, parou. Mesmo que estivesse cheio de raiva, não havia perdido sua racionalidade.

Além disso, seu plano de forçar a coisa a soltar Lance com sua poderosa magia não parecia estar funcionando.

“Wagh!” O Ciclope gritou e gemeu, sentindo as chamas ardendo na parte de trás de seu corpo, em suas costas e pernas, enquanto seus ferimentos eram rapidamente curados. Fernando estava focando seus ataques na região da cintura, temendo que a magia respingasse em Lance.

Ao perceber que os ataques pararam, como se estivesse com medo, a criatura rapidamente começou a se levantar, ainda segurando o humano.

Swish!

Entretanto, todo seu corpo de repente parou. A coisa se sentiu esmorecida, perdendo suas forças.

Erguendo seu braço esquerdo, levou até a parte de trás de sua cabeça, na qual sentiu algo pontiagudo, era uma flecha.

Aproveitando-se da posição quase em pé do Ciclope, Kelly teve o posicionamento perfeito para acertar o ponto fraco da coisa. Sua flecha penetrou com facilidade na nuca.

O grande olho da criatura mostrou algum desespero. Então, com sua mão enfraquecida, inconscientemente soltou o humano.

“Ah!” Lance, que estava sendo erguido, caiu pesadamente no chão.

“Cabo Lance!”

Magnus, estando ali perto, correu em sua direção, agarrando-o e colocando-o no ombro, então, rapidamente foi para longe.

Fernando e Kelly, que viram isso, tinham rostos aliviados, mas apesar disso, não baixaram a guarda, já que a criatura começou a andar, ignorando os dois homens que fugiam.

“Está tentando escapar!” A garota disse, erguendo seu arco novamente.

“Isso não é necessário.” O jovem Tenente disse, com uma voz cheia de raiva e as sobrancelhas arqueadas, indicando que ela baixasse sua arma.

Kelly tinha uma expressão de surpresa, mas não questionou. Então, com perplexidade, viu o seu líder refazendo poderosas Lanças de Fogo e erguendo-as para o alto.

Com brutalidade, usando toda a força de seu corpo, Fernando as lançou para frente.

BOOM! BOOM!

Inicialmente, ele havia pedido para que ninguém usasse magias explosivas de alto impacto, que causassem muito barulho durante o ataque, para evitar que as ondas sonoras atraíssem mais Ciclopes ou outras criaturas para a área. No entanto, agora, ele simplesmente não se importava mais.

BOOM! BOOM! BOOM!

Sem qualquer pudor, bombardeou o Ciclope gordo que mal conseguiu dar alguns passos. Então, a criatura caiu no chão novamente, com seu corpo ardendo no fogo.

Dessa vez, a coisa parecia não estar se curando. Com Kelly tendo acertado a área responsável pela circulação do mana com um dano considerável, sua regeneração havia sido tão enfraquecida que era quase inexistente.

Sem sua autocura, o Ciclope não pôde fazer nada além de se submeter, caindo no chão, enquanto seu corpo era obliterado e queimado.

Apesar disso, Fernando não parou.

BOOM! BOOM! BOOM!

Lanças e mais Lanças de Fogo foram jogadas, uma atrás da outra, fazendo com que mesmo os outros grupos não pudessem evitar olhar naquela direção, apenas para ver clarões das poderosas explosões que se sucederam uma após a outra.

Eles não conseguiram deixar de observar aquela cena com uma expressão chocada. Cada uma das explosões não era fraca e deveriam consumir uma grande quantidade de mana, mas ainda, sim, não paravam!

Emily, que estava disparando algumas flechas imbuídas em chamas, não pôde deixar de parar seus passos.

“Parece que alguma coisa irritou o Fernando.” disse, com tranquilidade.

“Provavelmente…” Ronald concordou ao lado, com uma expressão calma.

Para eles, que estavam acostumados com as sessões de treinamento insanas do seu líder e seus feitos fora do comum, já não era mais surpreendente esse tipo de coisa.

Trayan, Leny e alguns dos membros mais novos do Batalhão Zero tinham rostos perplexos, sem entender como alguém poderia ter tal poder de fogo e quantidade de mana ainda sendo Tenente.

Enquanto alguns admiravam a cena das explosões, Karol tinha uma expressão tensa e preocupada em relação ao seu marido. Porém, mesmo que quisesse saber o que aconteceu daquele lado, sabia que tinha que terminar o trabalho.

“Vamos acabar logo com isso!” gritou, erguendo sua lança prateada.

Os dois Ciclopes, que estavam sendo cercados em dois pontos diferentes, entraram em pânico, com mais ferimentos do que seus corpos poderiam regenerar. Mesmo que protegessem seus pontos fracos a todo custo, era questão de tempo até que caíssem.

Do outro lado, Fernando, depois de mais de dez Lanças de Fogo seguidas, finalmente parou, olhando para a coisa em chamas, principalmente a área da cabeça e costas.

Kelly, que estava ao seu lado, manteve-se em silêncio o tempo todo, sem dizer nada.

O olhar do rapaz voltou-se em sua direção e vendo a garota o observando, ele suspirou. Sua expressão irada foi amenizando lentamente.

“Me desculpa, acho que eu precisava disso.” disse, lembrando da raiva que sentia momentos antes.

Não era só devido a Lance, que ficou em perigo, era o estresse de liderar, das noites mal dormidas, de ver tantos civis mortos nos últimos dias e mesmo a Mandazia que quase o matou dias antes. Tudo isso somado fez com que ele finalmente explodisse.

Após liberar um pouco da tensão, sentiu que estava um pouco melhor.

“Sem problemas, líder.” Kelly falou, com um sorriso calmo.

Mesmo que não se comunicassem com frequência, a garota sabia um pouco sobre o que o jovem Tenente estava passando. Além disso, ela o admirava muito, desde a época em que ele a perdoou pelo erro no Vale de Flaviore e até mesmo lhe deu uma segunda chance.

Os dois arqueiros, que não estavam longe, vendo tudo de perto, tinham rostos assustados e não se atreviam a se intrometer.

Inicialmente, com exceção de Theodora, mesmo que respeitassem os membros mais antigos do Batalhão, não se sentiam tão intimidados como estavam naquele momento. Olhando para o Tenente, não puderam deixar de associá-lo à palavra ‘monstro’.

Vendo o grande Ciclope, imaginaram o que aconteceria caso Fernando usasse aqueles ataques em uma batalha contra tropas de humanos.

“Vamos.” O jovem Tenente disse, indo em direção a Magnus e Lance, que tinham se retirado para longe.

Os quatro não tiveram que caminhar muito, parando algumas dezenas de metros do lugar. Magnus estava apoiando Lance que mal conseguia ficar de pé. O braço azul metálico do sujeito estava totalmente torto, mas visivelmente não havia ferimentos. Vendo isso, Fernando soltou um suspiro de alívio.

O homem brincalhão era uma das pessoas mais próximas a ele, que mesmo após sua promoção a Tenente, não deixou de tratá-lo como fazia antigamente, pelo menos quando estavam a sós.

“Como você está?” perguntou.

“Eu tô legal, acho que só torci o tornozelo na queda. Mas isso aqui… já era.” falou, erguendo sua prótese metálica. “Droga, por que essas coisas sempre querem arrancar meu braço? Parece até que sou um daqueles bonecos desmontáveis do Power Rangers.”

Fernando sorriu ao ouvir isso.

“Isso não é problema, podemos comprar uma nova prótese depois. Antes o seu braço do que o resto de você.”

Kelly, que estava ao lado, até então tensa, também sorriu levemente ao ver que tudo estava bem.

“É, você tem razão.” disse, concordando, então olhou para Magnus que o estava ajudando a ficar de pé com um olhar brincalhão. “Mas só tô vivo graças a esse príncipe, acho que devo dar um beijinho de gratidão.” falou, fazendo beicinho em direção ao rapaz.

“Cabo Lance, por favor, pare com isso, ou vou te largar! É sério…” Magnus disse, afastando o sujeito.

Fernando e Kelly quase riram. Mesmo estando em grande perigo momentos antes, o sujeito não tinha jeito.

“Bem, vamos deixar as brincadeiras de lado, ainda não terminamos por aqui.” O jovem Tenente falou, olhando para longe, onde as outras batalhas continuavam.

Olá, eu sou o Glauber1907!

Olá, eu sou o Glauber1907!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥