Selecione o tipo de erro abaixo


Combo 102/115


“Sem chance. Eu não fui a lugar nenhum… Os problemas de longo alcance vieram por conta própria?” Klein revelou uma careta que não combinava com a personalidade de Gehrman Sparrow. Ele quase soltou um suspiro.

A única coisa que o impediu de fazer isso foi porque causaria um grande rebuliço, fazendo com que os problemas descobrissem seu esconderijo!

Não sendo mais um Falcão Noturno imaturo, ele rapidamente se decidiu. Prendeu a respiração, levantou-se lentamente e foi para o lado do portão de metal, sem fazer barulho. Secreta e silenciosamente olhou na direção dos passos que se aproximavam.

Ele acreditava que esconder-se não era necessariamente útil, então tinha que determinar o perigo que girava em torno da situação para fazer a melhor escolha!

Os dois sóis em miniatura em seus olhos diminuíram enquanto Klein esperava por quase um minuto enquanto ouvia os passos ficarem mais pesados ​​e próximos. Depois disso, ouviu o som de um portão metálico batendo na parede.

Após isso, viu uma figura imponente aparecer à direita do corredor.

A figura tinha quase 2,5 metros de altura e usava uma armadura preta que cobria todo o corpo. A sensação fria que exalava parecia corpórea como um cavaleiro gigantesco.

Sua aura convergiu e ele ficou imóvel como o mar profundo. No espaço onde seus olhos estavam, havia dois brilhos vermelhos profundos que tremeluziam. Em sua mão havia uma espada preta longa e larga.

Criik!

Ele empurrou o portão de metal de uma cela e entrou. Circulou a cela, aparentemente em busca de alguma coisa.

“Cara… Ele está tentando encontrar um prisioneiro em particular? Definitivamente serei descoberto se isso continuar…” Klein hesitou por um momento e se perguntou se deveria sair da cela e procurar uma saída antes que a figura se aproximasse, ou se deveria fazer um ataque furtivo para finalizar o alvo de uma só vez antes de continuar, ou aconchegar-se num canto para aguardar o fim do sonho.

Depois de avaliar quanto tempo lhe restava para pensar, Klein rapidamente tirou o pingente de topázio do pulso esquerdo e começou a adivinhar com uma voz que talvez só ele pudesse ouvir.

— Aquele cavaleiro é muito forte.

Depois de repetir rapidamente sete vezes, Klein abriu os olhos e viu o pingente de topázio girando no sentido horário em alta frequência e grandes amplitudes.

Isso significava que o alvo era uma existência extremamente perigosa!

Sem qualquer hesitação ou tempo para pensar, Klein usou os poderes Beyonder de um Palhaço e controlou seus músculos para abrir os portões de metal sem causar qualquer barilho adicional.

Então, aproveitou a oportunidade quando a entidade de armadura preta entrou em outra cela, para sair suavemente para o corredor e rapidamente se dirigir para a esquerda com o corpo agachado.

Na imensa escuridão, enquanto escutava qualquer agitação atrás de si, manteve seus movimentos furtivos e rápidos, fazendo rapidamente uma curva e chegando a um portão de metal que se abria para fora. Parecia uma saída.

Tentando empurrar e puxar, Klein descobriu que os portões de metal não eram pesados, mas estavam trancados.

Após dois segundos de reflexão, tirou a chave que pegou dentro de sua cela, inseriu-a e girou-a sem muita esperança.

Um leve clique de uma trava se abrindo soou quando os portões de metal foram destravados.

“Isso funciona? Embora seja um sonho, você não pode simplesmente fazer com que uma chave escolhida aleatoriamente seja um item importante… Eu originalmente planejei dobrar um papel para inserir no buraco da fechadura e cortá-lo repetidamente, pouco a pouco…” Klein empurrou lentamente a porta enquanto satirizava perplexo.

Para sua decepção, o que havia atrás dos portões de metal não era a saída, mas um corredor cheio de lixo.

Fechando o portão atrás de si ao passar, ele o trancou novamente e circulou em torno dos itens espalhados aleatoriamente, em busca de uma possível porta ou caminho.

Alguns segundos depois, notou uma discreta porta de madeira preta em um canto. Portanto, ele se aproximou cuidadosamente e estendeu a mão para a alça.

A cena lá dentro apareceu naturalmente em sua mente. Era um depósito e à direita havia um espelho de corpo inteiro. E à sua direita havia uma figura vestindo um manto curto de linho.

“Tem alguém aí? O prisioneiro fugitivo?” Tendo sido forçado a sair da sua zona de conforto, Klein decidiu tomar a iniciativa de forma limitada. Portanto, girou suavemente a maçaneta e abriu a porta de madeira preta.

Ele queria reunir informações sobre a situação geral, para determinar onde entrar em combate ou fugir no momento crítico.

— Quem é? — A figura vestindo um manto curto de linho perguntou rápido, mas suavemente. Sua voz estava cheia de desespero e dor.

— Um aventureiro, — Klein respondeu sucintamente.

Ele já havia usado sua visão noturna para discernir a aparência da figura.

Era um homem com rosto envelhecido. Ele tinha rugas na testa, nos cantos dos olhos e da boca, mas seu cabelo era preto como um corvo e brilhante. Não havia um único fio de cabelo grisalho.

Seu curto manto de linho era antigo e simples. Sua expressão estava distorcida devido à dor. Seus olhos negros puros, raramente vistos, estavam cheios de surpresa e perplexidade.

— Aventureiro?

— Por que você estaria aqui?

Klein manteve certa distância do homem que tinha dificuldade em discernir se era considerado jovem ou velho. Ele parou na entrada e olhou para ele.

— Antes de perguntar aos outros, apresentar-se é uma forma necessária de educação.

Como um Sem Rosto, apenas o breve ato de avaliá-lo antes o fez compreender as feições do homem. Além do cabelo desordenado e das rugas, ele tinha uma cicatriz antiga e horrível na bochecha.

O homem ficou surpreso ao olhar preocupado para o corredor.

— É melhor você fechar a porta. Não podemos ser apanhados por esse diabo; caso contrário…

Os músculos de seu rosto se contraíram claramente, como se tivesse se lembrado de algo desagradável.

— Diabo? — Klein murmurou e estendeu a mão para fechar a porta de madeira preta.

O homem soltou um suspiro de alívio e sorriu ironicamente.

— Peço desculpas. Eu fui realmente indelicado.

— Meu nome é Leomaster, um asceta de uma organização religiosa.

— Uma organização religiosa? Pelo que parece, você não é devoto de nenhuma das sete divindades. — Klein descobriu um problema com sua escolha de palavras.

Se ele fosse um asceta de uma das sete divindades, ele poderia ter dito isso em voz alta. Mesmo o sumo sacerdote da Igreja do Sol e os bispos da Igreja das Tempestades não entrariam em conflito no momento em que se encontrassem em um lugar tão perigoso.

Leomaster disse com uma risada autodepreciativa: — Isso mesmo. Eu adoro o Criador original. Ele é uma existência onipotente e onisciente, a fonte de tudo que é grande. Ele é o Princípio e o Fim. Ele é o deus de todos os deuses!

“Isso…” Ao ouvir como essa pessoa reverenciava o Criador original, a primeira reação de Klein foi que era a Ordem Eremita do Crepúsculo.

“No entanto, existem também algumas denominações menores nos continentes Norte e Sul. Há um grande número de pessoas que acreditam no Criador original…” Klein deliberou ao perguntar: — Qual é o nome dessa organização religiosa?

— Como você veio parar aqui?

Leomaster hesitou por um momento antes de dizer: — No extremo leste do Mar Sônia é onde meu Senhor dorme. Sua montanha sagrada está escondida em algum lugar lá. Liderei uma peregrinação até aqui na tentativa de testemunhar seus milagres para me redimir.

— Talvez seja um teste necessário. Fomos pegos por aquele diabo e, um por um, morremos…

— Mais tarde, aproveitei para escapar da cela e me escondi aqui, aguardando a partida do diabo.

Klein pensou por um momento antes de dizer: — Você sabe o nome desse diabo? Quais características ele tem?

— Ele? — Leomaster balançou a cabeça, dizendo de uma maneira um tanto confusa. — Não sei o seu nome exato, mas muitos peregrinos parecem conhecê-lo. Eles o chamam de Santo das Trevas.

“Santo das Trevas? Um semideus? Este é o sonho de Leomaster ou é o sonho do semideus? Pelo resultado da minha adivinhação, é provável que seja o último. Caso contrário, não seria tão perigoso…” Klein estava prestes a continuar perguntando de qual organização Leomaster era e determinar os poderes Beyonder do Santo das Trevas quando de repente percebeu o espelho de corpo inteiro em frente ao asceta pelo canto do olho.

No misticismo, os espelhos eram passagens que conectavam mundos ocultos e desconhecidos. Facilmente provocava acidentes terríveis; portanto, Klein, que estava em um sonho perigoso, caminhou cuidadosamente e planejou usar os poderes de um Sacerdote da Luz para destruir o item.

— Não, não! — Leomaster pareceu sentir a intenção de Klein enquanto gritava baixinho de horror. — Sem isso, eu morrerei imediatamente!

“Ah?” Klein olhou para o espelho novamente, perplexo.

Embora o ambiente estivesse anormalmente escuro, o espelho refletia claramente duas pessoas. Uma delas era Leomaster, com suas inúmeras rugas e cabelos negros. A outra era Gehrman Sparrow, de rosto fino, cabelos pretos e olhos castanhos, que usava boné.

Nesse momento, o Gehrman Sparrow no espelho moveu lentamente a cabeça, embora Klein não fizesse nenhum movimento. Ele revelou um sorriso profundo e sinistro para ele!

A superfície do espelho ondulou de repente quando uma mão se estendeu.

Com apenas um piscar de olhos, o Gehrman Sparrow, que parecia idêntico a ele, rastejou para fora do espelho. Seu rosto estava manchado com uma mancha óbvia devido à escuridão que o cobria!

“Que assustador… Infelizmente, não me pareço com Gehrman Sparrow; portanto, você não conseguiu me assustar… Se Zhou Mingrui saiu do espelho, eu poderia ter acordado de susto…” Klein olhou calmamente para sua contraparte e levantou a mão esquerda que girava com uma camada de luz solar.

O estranho Gehrman Sparrow sorriu ao levantar a mão esquerda também, fazendo uma escuridão feita de magnificência e sinistra surgir em sua luva.

Isto correspondia aos poderes de um Barão da Corrupção!

“Meu clone?” Klein pensou enquanto levantava a mão direita sem expressão.

Do nada, ele segurava um pequeno cetro branco-leitoso na palma da mão, e em sua ponta estavam incrustadas gemas azuis.

Cetro do Deus do Mar!

Embora suas ações em sonho precisassem obedecer à lógica para alcançar os efeitos desejados, Klein suspeitava que o mundo ilusório era incapaz de influenciar o espaço misterioso ou a névoa cinza. Portanto, tentou simplificar o processo ritualístico e disse a si mesmo que o Cetro do Deus do Mar estava armazenado em uma zona única semelhante no mundo espiritual. Ele poderia pegá-lo sempre que quisesse.

O resultado de sua tentativa encantou Klein. Na verdade, o mundo dos sonhos era incapaz de diferenciar entre uma zona única no mundo espiritual e o espaço acima da névoa cinza. Com a premissa do Cetro do Deus do Mar pertencente a ele, este Artefato Selado no nível Semideus foi pego!

“Realmente funciona… Caso contrário, eu teria que me envolver em uma batalha intensa…” Klein secretamente soltou um suspiro de alívio.

Ele também acreditava que o espelho era incapaz de replicar questões relacionadas à névoa cinza.

O sinistro Gehrman Sparrow olhou para a frente dele, atordoado. Ele instintivamente levantou a mão, mas a palma direita estava vazia.

Então, viu incontáveis ​​raios prateados dispararem, envolvendo-o por dentro, fazendo com que ele gastasse um Substituto de Estatueta de Papel após o outro sem ser capaz de escapar da área.

Com um som crepitante, uma enorme bola de relâmpago iluminou a sala apertada que não dava espaço para esquiva. Depois disso, o Gehrman Sparrow do espelho desapareceu.

Por alguma razão, Klein sentiu-se imediatamente sereno, como se tivesse se tornado um sábio.

Ele virou a cabeça e olhou para Leomaster novamente.

— Qual é o nome da organização religiosa à qual você se filiou?

Leomaster tremeu ao responder: — Ordem Aurora…

“Ordem Aurora?” Klein ficou surpreso porque não pôde deixar de erguer as sobrancelhas.

Neste momento, houve um barulho alto do lado de fora. Os portões trancados que se abriam para fora pareciam ter sido abertos com um chute.

Thud! Thud! Thud! 

Os passos pesados ​​que pareciam tambores caminharam em direção à esquina, aparentemente descobrindo onde Klein e Leomaster estavam escondidos.

Klein suspeitava que a Tempestade de Relâmpagos anterior tivesse sido sentida pelo Santo das Trevas!

“Não há como se esconder…” Klein segurou o Cetro do Deus do Mar e chutou a porta de madeira preta do depósito em direção ao Santo das Trevas!

Quando a porta caiu, ele viu claramente a aparência de seu alvo.

O cavaleiro, que usava uma armadura preta de corpo inteiro, já havia levantado a viseira em algum momento, revelando seu rosto profundamente enrugado e alguns de seus cabelos negros e brilhantes, bem como a velha cicatriz em sua bochecha.

Ele parecia idêntico a Leomaster. Até os mínimos detalhes eram idênticos!

A única diferença era a vermelhidão profunda que emanava de seus olhos.

Olá, eu sou o Vento_Leste!

Olá, eu sou o Vento_Leste!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥