Selecione o tipo de erro abaixo

Combo 32/50


Tarde da noite. Rua Pinster, nº 7.

Leonard Mitchell estava sentado em uma cadeira com as pernas levantadas na lateral da mesa.

Depois disso, ele se recostou, fazendo o encosto de cabeça de madeira ranger com a pressão. Sua respiração gradualmente se tornou longa e lenta.

Após um período de tempo desconhecido, suas pálpebras caíram e cobriram seus olhos.

Neste momento, o espírito de Leonard chegou a um mundo cinzento e nebuloso, mas ele ainda estava em seu quarto.

Ele voou até a janela e viu uma espessa neblina cinzenta cobrir as ruas próximas e se estender para fora. Parecia estar abrangendo Backlund inteira.

Os postes de luz ao longo das ruas e a luz quente das diferentes casas pareciam anormalmente fracos. Eles só conseguiram iluminar uma região muito pequena e tudo parecia contaminado por uma sensação de desfoque.

Ao mesmo tempo, bolhas de luzes ovais ilusórias apareceram enquanto envolviam uma casa de maneira cruzada, como se fosse a fonte de sua existência.

Esta era a cidade através dos olhos de um Pesadelo.

Leonard deu continuidade às suas investigações anteriores e saltou pela janela em estado de Pesadelo. Então voou para a Rua Minsk, nº 17.

Ele não tentou entrar. Fna porta no meio da névoa espessa enquanto educadamente tocava a campainha.

Ding! Dong! Vestida com sua camisola, Stelyn Sammer abriu a porta.

Ela colocou o leque com incrustações de prata no peito enquanto perguntava confusa e perplexa: — Quem você está procurando?

Não era outra senão a proprietária de Klein quando ele atuava como Sherlock Moriarty. Ela era uma mulher loira de olhos azuis na casa dos trinta.

Leonard já havia vestido um uniforme policial xadrez preto e branco. Ele casualmente mostrou sua identificação e perguntou: — Você conhece Sherlock Moriarty?

Presa no sonho, a reação de Stelyn foi muito lenta. Ela perguntou depois de alguns segundos: — Aconteceu alguma coisa com ele?

Quando perguntou, sua impressão de Sherlock Moriarty apareceu ao lado dela sob a influência de Leonard.

Ele usava meia cartola, sobrecasaca trespassada, óculos de aros dourados no nariz e um bigode espesso em volta da boca…

Isso era idêntico às informações que ele recebeu anteriormente sobre Sherlock Moriarty. Por isso, não demonstrou dúvidas e disse: — Ele está envolvido em um caso e está sendo investigado.

— Espero que você possa cooperar conosco.

— Tudo bem. — Stelyn desejou erguer o queixo, mas por algum motivo sentiu-se um pouco horrorizada.

Leonard pensou por um segundo e perguntou: — Desde quando ele alugou este lugar de você?

— No início de setembro do ano passado, — disse Stelyn depois de relembrar suas memórias.

Leonard continuou perguntando: — O que você sabe sobre ele? Ou devo dizer, que tipo de pessoa você acha que ele é?

Quando isso foi mencionado, Stelyn parecia ter considerado há muito tempo a resposta para tal pergunta.

— Ele vem de Midseashire e tem sotaque daquela região. Ele é um detetive muito competente e certa vez expôs o adultério que o marido de Mary estava cometendo. No entanto, sua renda não é muito alta. Ele nem contrata uma empregada doméstica em tempo integral. Tudo o que ele pode fazer é conseguir que minha empregada o ajude em meio período… Meus filhos me dizem que ele é bom em contar histórias, especialmente histórias de detetive. Pode ser por isso que ele escolheu esta profissão…

Sem dar a Leonard a chance de interrompê-la, ela repetia incessantemente: — Ele não é tão grosseiro quanto os detetives típicos. Ele foi para a escola primária e estudou história. O que mais me deixa com inveja é como ele obteve a gratidão de Mary. Ingressou no Clube Quelaag, onde seus membros são pessoas de status significativo. Só estive lá algumas vezes…

— Mais tarde, ele aparentemente se tornou famoso nos círculos de detetives, e detetives particulares frequentemente vinham procurá-lo…

Leonard perdeu a paciência ao ouvi-la falar enquanto não conseguia evitar esfregar as têmporas.

Ele não conseguiu obter nenhuma informação útil da Sra. Stelyn. Além da péssima situação financeira de Sherlock Moriarty e de ele ser bom em contar histórias de detetive, o resto estava dentro do escopo do que ele havia investigado anteriormente. Ele até sabia que Sherlock Moriarty tinha bons laços com Isengard Stanton.

“A seguir, investigarei aqueles do Clube Quelaag que têm um bom relacionamento com Sherlock Moriarty…” Depois que ele pacientemente terminou de ouvir o zumbido da Sra. Stelyn, ele imediatamente agradeceu e deixou seu sonho.

Rua Böklund, nº 160. Dentro da mansão de Dwayne Dantès.

No salão que acomodava mais de cem dançarinos, Klein abraçava uma madame de trinta e poucos anos enquanto dançavam.

Esta era a professora de etiqueta que Walter contratou. O nome dela era Wahana Heisen.

Ela tinha um nome comum, mas não era nada ordinária. Suas características faciais estavam acima da média, mas sua disposição era impecável. Cada ação dela estava cheia de charme.

Segundo a introdução de Walter, ela nasceu na família de um barão. Recebeu uma boa educação desde muito jovem e mais tarde entrou no palácio. Ela teve o trabalho de dama da corte até se casar.

Como sua família havia declinado e a situação financeira de seu marido era normal, ser uma crente na Deusa da Noite Eterna a levou a escolher se tornar uma professora particular de etiqueta. Ela frequentemente ia às famílias de nobres e magnatas para ensinar seus filhos.

Embora o mordomo não tenha explicado tudo, Klein sabia que não poderia ter um mau desempenho diante daquela madame, ou não haveria como salvar sua reputação.

A forma como os membros da alta sociedade perguntavam sobre a situação de uma pessoa era principalmente através de conhecidos comuns. E às vezes, a interação entre os servos também importava.

Com passos ágeis e movimentos graciosos, Wahana de cabelos negros assentiu em aprovação.

— Sr. Dantès, é difícil para mim imaginar que você não tenha aprendido esses passos de dança antes.

— Em menos de meia hora, você é tão habilidoso quanto um nobre que recebeu educação sobre isso desde muito jovem.

— Tudo graças aos seus ensinamentos. — Klein deu um sorriso humilde enquanto usava um olhar caloroso e humilde.

Com o equilíbrio do Palhaço, dançar era muito fácil para ele.

Wahana abaixou a cabeça e riu baixinho.

— Você é um cavalheiro que pode realmente fazer uma dama feliz.

Ela imediatamente ergueu os olhos castanhos claros e passou o olhar pelas costeletas prateadas e pelos olhos azuis profundos de Dwayne Dantès.

— Esse é o melhor elogio que ouvi hoje, — respondeu Klein com um sorriso. Durante esse período, seus pés continuaram se movendo enquanto ele girava Wahana suavemente. Não muito longe, a música melodiosa do quarteto contratado ecoava pelo salão.

Ele tinha a intenção de manter laços estreitos com Wahana, não para melhorar sua reputação, mas porque ela já foi uma dama da corte.

Depois que Wahana corrigiu um pequeno erro cometido por Dwayne Dantès, ela disse: — Ao convidar uma dama para dançar, não é apenas uma dança. Você também precisa conversar. Você não pode agir como um boneco, a menos que ambos estejam tão imersos na dança e no ritmo da música que não queiram falar. É claro que isso também é uma forma de comunicação, uma forma de comunicação do coração.

— Ao conversar, você deve ser eufemístico porque aqui é Loen, não Intis.

— Para simplificar, não seja direto e grosseiro. Você precisa parecer cavalheiresco.

— Deixe-me dar um exemplo. Se você deseja elogiar uma dama por seu perfume, não pode dizer diretamente a ela como o cheiro é agradável, nem perguntar que tipo de perfume é para elogiá-la. Você precisa conectar um significado mais eufemístico ao perfume. Sim, você pode dizer algo como: Parece que estou em uma campina primaveril.

— Claro, isso precisa combinar com as características do perfume.

“Não há sentimento literário. Você não deveria dizer que a lua é linda, não é?” Klein satirizou com um eufemismo de estilo japonês ao dizer com um sorriso autodepreciativo: — Obrigado por não me dizer que meus elogios não foram cavalheirescos o suficiente.

O sorriso de Wahana se aprofundou.

— Sr. Dantès, você sabe que tipo de cavalheiro é muito bem recebido pelas mulheres nos eventos sociais?

— Por favor, diga. — Klein balançou a cabeça honestamente.

Wahana disse sem mudar o sorriso: — O segundo tipo mais popular são os homens que fazem as mulheres pensarem que ele é muito inteligente.

— E o primeiro? — Klein perguntou cooperativamente.

Wahana olhou para ele e disse: — O tipo mais popular são os homens que fazem as mulheres pensarem que são muito inteligentes.

Ao dizer isso, ela sorriu e não disse mais nada. Klein entendeu instantaneamente que ela estava escondendo seu elogio nas entrelinhas.

“Então este é um eufemismo no estilo Loen… Não é como o Intis, onde eles apenas apontam diretamente para a metade inferior do corpo… Hmm, isso é o que está escrito em jornais e revistas. Não tenho como confirmar como são os verdadeiros eventos sociais do Intis. De qualquer forma, ambos os países muitas vezes mancham um ao outro… A era do imperador corresponde a essa descrição…” Klein acenou com a cabeça em esclarecimento.

A aula de etiqueta de duas horas terminou em clima harmonioso. Klein acompanhou a professora Wahana Heisen até a porta com o Mordomo Walter e o Valete Richardson antes de lhe dar um pequeno presente.

Era Luz da Lua, um perfume da Companhia do Sonho. Foi misturado com âmbar cinza, tornando-o bastante caro.

Quanto a quanto custava, Klein não tinha certeza, já que a governanta Taneja era a responsável por comprá-lo. O pagamento foi através dela. Somente quando as 1.000 libras estivessem quase gastas ela iria até ele com os recibos e uma lista para ele examinar, a fim de receber novos fundos.

A razão pela qual Klein conhecia a empresa e o perfume era que seu mordomo o havia informado com antecedência. Era para evitar que ele parecesse insincero se a madame Wahana perguntasse.

A partir desse detalhe, ele compreendeu profundamente o uso de um bom mordomo.

Observando a satisfeita madame Wahana Heisen partir, Klein conteve a vontade de esfregar as têmporas enquanto suspirava interiormente: “Isso é mais cansativo do que uma batalha Beyonder. Tenho que observar constantemente minhas ações e ponderar sobre minhas palavras… Preciso descansar um pouco.”

Nesse ponto, Walter, de luvas brancas, deu um passo à frente e disse: — Senhor, como deseja que seus estudos de etiqueta progridam mais rapidamente, podemos avançar com as lições restantes.

— Que lições? — Klein sentiu uma dor de cabeça.

— História, política internacional, filosofia, música, bem como conhecimentos gerais de esportes como golfe, corrida, caça… — Walter respondeu meticulosamente.

— Filosofia? — Klein perguntou surpreso.

Walter assentiu.

— É um dos temas mais discutidos na alta sociedade. Você não precisa fazer uma pesquisa muito profunda sobre o assunto, mas precisa saber o que os outros estão discutindo. Você precisa saber que as origens da filosofia vêm de Kongsoka, Mareddy e Paterson, e não do Imperador Roselle. Você precisa saber que  O homem nasceu livre veio de Leumi.

— Quando os magnatas entram pela primeira vez na alta sociedade, muitos deles cometem erros nesses aspectos. Eles estão acostumados a atribuir certas frases e pensamentos filosóficos ao Imperador Roselle.

Klein sentia a cabeça doer quanto mais ouvia. Ele sorriu vigorosamente e disse: — Não tenho nenhum assunto para fazer recentemente, exceto meus cochilos à tarde e ir para a catedral. Você pode organizar as aulas para qualquer hora.

Em um quarto escuro, uma carta flutuou e abriu sozinha antes de sacudir o pedaço de papel.

Com dua pequena touca, a figura de Sharron estava delineada. Ela pegou a carta e leu-a seriamente.

Então escreveu uma resposta e criou um ritual para convocar a mensageira de Sherlock Moriarty.

Durante esse processo, ela não se esqueceu de preparar uma moeda de ouro.

Logo, Sharron terminou o encantamento enquanto observava a chama da vela florescer e ser manchada com uma cor verde sombria.

Reinette Tinekerr, com as quatro cabeças loiras de olhos vermelhos nas mãos, apareceu fora da luz das velas e apareceu diante de Sharron.

Os olhos de Sharron se contraíram quando seu rosto de boneca de repente mostrou imensas flutuações emocionais.

Ela deixou escapar: — Professora!

— Você já não…

Olá, eu sou o Vento_Leste!

Olá, eu sou o Vento_Leste!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥