Selecione o tipo de erro abaixo

O vento do deserto levantou a areia e os levou para o pequeno lago seco, fazendo com que a água ficasse ainda mais lamacenta, destacando a esterilidade do ambiente.

“Jóia de Açúcar, corra mais rápido! Não tenha medo de acordar todo mundo, temos convidados importantes conosco!” Pavão gritou para frente com um sorriso antes de se virar para ajudar a parar a carruagem do camelo. Então ela ajudou Malaquita a apoiar o Homem Pesadelo na carruagem. Fazia vários dias desde que ele bebeu o vinho e as videiras ao redor de suas pernas quase murcharam, mas ele ainda precisava de ajuda para caminhar.

“Sr. Homem Pesadelo, além de nós Guerreiros Phecda, o resto da tribo fica dentro da cidade. Eles não têm muita interação com o mundo exterior e as crianças estão tão curiosas como sempre, então podem ser um pouco impertinentes perto de você… Espero que você os perdoe.” Pavão estava tentando o seu melhor para proteger o Homem Pesadelo das reações de seus membros da tribo. Os olhares que eles poderiam lançar no Homem Pesadelo seriam mais do que mera curiosidade, eles poderiam estar cheios de medo, suspeita e malícia se a maneira como Jóia de Açúcar olhava para o Homem Pesadelo fosse algo para se passar. No entanto, isso era compreensível porque o Homem Pesadelo estava vestido de maneiras tão estranhas com sua máscara branca.

“Eles são apenas um grupo de pessoas simplórias.” Malaquita disse seriamente: “Eles falam o que pensam diretamente”.

Gu Jun olhou ao redor novamente, naquele momento ele estava realmente inseguro se deveria ser grato por não poder ver esses outros nômades ou não… Ele estudou o par e não parecia que eles o estavam enganando.

“Então faça com que eles saiam.” O Ancião Zoog deu um tapinha no estômago: “Onde estão as pessoas?” Os mais de 10 Zoogs que o acompanhavam também olharam ao redor com curiosidade.

“Lá vem eles!” Pavão disse de repente, ela virou a cabeça para fazer a apresentação: “Aquele ali é o nosso líder da tribo, o resto são todos os professores respeitados. Tenho certeza de que eles podem ajudá-lo com as perguntas que você tem.” Então ela se adiantou para explicar. “Líder e Professores, o Grande Ancião Atal deu os Manuscritos Pnakóticos a este homem.”

“Você pode ver alguém?” O Ancião Zoog perguntou aos outros Zoogs e todos eles balançaram a cabeça em resposta: “Não.” “Eles estão tão bem escondidos.” “A lenda sobre esta cidade é verdadeira, não há nem uma brecha.”

Gu Jun se arrastou para frente com sua bengala enquanto treinava seu foco para sentir seus arredores… Isso não era um sonho… ele estava preso dentro da velha mansão e consumiu inúmeros pesadelos para que ele pudesse dizer que isso definitivamente não era um sonho. Ele estava parado em uma terra de areia queimada, cercado por rochas de aparência estranha e trechos de grama seca! Não havia pesadelo, nenhuma anormalidade, mas a falta disso era a maior anormalidade de todas.

“Tem certeza que tem gente aqui?” Gu Jun perguntou: “Existe uma cidade aqui? Existe algum tipo de feitiço que você não levantou?”

Tanto Pavão quanto Malaquita ficaram pasmos. Pavão hesitou: “O que você quer dizer…?” Ela então acrescentou em um sussurro: “Líder, o Sr. Homem Pesadelo passou por alguma provação desumana sob as mãos dos mercadores negros, então é natural que ele seja guardado em torno de novas pessoas.” De repente, eles viram o homem do pesadelo tirar uma pequena faca do bolso da camisa.

“Malaquita, mostre-me sua mão.” Homem Pesadelo ordenou ao homem: “E não se mova.” Malaquita sentiu que algo estava errado, mas obedeceu à instrução. Uma vez que ele fez isso, o homem do pesadelo usou a faca para cortar a carne de seu dedo indicador. Sangue fresco jorrou e Malaquita gemeu de dor e confusão, “Senhor…” O homem do pesadelo usou a ponta afiada da faca para cavar dentro da ferida e isso fez Malaquita gritar mais alto de dor, “Ah!!!”

Pavão estava perplexa, ela não tinha ideia de por que o Homem Pesadelo estava fazendo isso. Mas ela rapidamente abriu os braços para o vazio e gritou. “Todo mundo, parem! Sr. Homem Pesadelo não significa nenhum mal, afaste-se!”

“Não é uma projeção mental.” Gu Jun resmungou. Ele caminhou em direção a Pavão com a faca. Ele fez a mesma coisa com ela. Ela logo estava sangrando abertamente, a dor não a fez desaparecer, mas serviu para intensificar sua confusão e a raiva de Malaquita. ‘Esses dois não são projeções mentais e nem sonhadores. Eles existem fisicamente neste mundo, então por quê? O que está acontecendo?’

“Nenhum de vocês pode ver o resto, não é?” Ele se virou para o Ancião Zoog, que assentiu. Gu Jun então perguntou: “Ao longo de sua vida, quantos viajantes terrestres você encontrou?”

Segundo Atal, os nômades da terra o visitaram pela primeira vez há 3 décadas e a visitação era constante a cada poucos anos.

“Erm.” O Ancião Zoog não entendeu bem o significado dessa pergunta. “Para ser honesto, não focamos muito nos viajantes da terra. Existem muitas tribos neste mundo, e elas são as menos interessantes entre elas.” Sentindo o olhar afiado sobre ele, o Ancião Zoog rapidamente se adaptou: “Baseado nos que apareceram em Ulthar no passado, encontramos mais de 10 deles, mas definitivamente menos de 20!” Os outros Zoogs concordaram com a cabeça: “Isso mesmo, isso mesmo.” “Eles sempre vêm em pares e vão embora depois de visitar Atal.”

Gu Jun voltou-se para o par confuso. “Então, onde estão esses 30.000 membros da tribo de que você falou?”

“Sr. Homem Pesadelo…” Pavão só pôde responder com um sorriso carrancudo. “Nós não entendemos muito bem o que você quer dizer.”

Gu Jun olhou em seus olhos e viu apenas o reflexo do vazio ao redor deles, mas era como se em seus olhos houvesse um bazar lotado, crianças curiosas e fofas, os guardas sérios e o respeitado líder da tribo e professores…

‘Alucinação? Ilusão? Ou algum tipo de obstrução mental?

“E essas relíquias sagradas? Você não disse que as pessoas trouxeram algumas relíquias do velho mundo?” Gu Jun podia ouvir sua voz subindo. Ele estava sendo feito de tolo e isso evocou o lado mais sombrio de sua emoção. Olhando para o deserto árido, uma raiva cresceu dentro dele. Se não fosse por sua força de vontade, ele já teria punido a dupla. A falta de sentido dos últimos dias de viagem, a farsa elaborada pela qual ele se apaixonou alimentaram sua fúria e o estado mental corrompido de Gu Jun. “Não há relíquias sagradas para começar, há? Isso é apenas um truque para me fazer vir aqui. Os viajantes da terra, a Cidade da Centelha, eles são todos mentiras… para ganhar minha confiança para me levar até aqui e você inventou toda essa farsa para quebrar minha mente… Diga-me, você faz parte do Culto R’yleh ou do Culto da Vida Após a Morte ?” Malaquita, Pavão e o Ancião Zoog podiam ver o brilho perigoso nos olhos do Homem Pesadelo, suas palavras foram praticamente empurradas para fora de seus dentes.

A tragédia estava prestes a cair em breve. Os Zoogs correram para se esconder atrás da carruagem e não ousaram dar um pio.

“Não! Nós não mentimos para você.” Pavão tentou desesperadamente explicar enquanto acenava com as mãos no ar. “Fique longe, você não é páreo para ele! Nenhum de nós é!” Ela gritou para o deserto vazio. Ela olhou para Malaquita e disse diretamente: “Ele tem uma energia de pesadelo extremamente forte. Ele provavelmente está apenas… nos testando. Ela então correu em direção ao lago enquanto gritava: “Senhor, olhe. Esta estátua é uma das relíquias sagradas, foi esculpida pelo Herói Phecda, Gu Jun.”

Gu Jun virou-se para sua voz e viu apenas o aglomerado de rochas ao redor da margem do lago, mas Pavão agiu como se estivesse em algum tipo de solo consagrado. Ela virou uma pedra relativamente grande e gritou: “Olhe!”

O olhar de Gu Jun focou e viu que havia algo esculpido na pedra que ela tinha acabado de virar…

Era aquele selo, o selo dos Manuscritos Pnakóticos.

Olá, eu sou o Urso!

Olá, eu sou o Urso!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥