Selecione o tipo de erro abaixo

Plague Doctor – Volume 1 – Capítulo: 97 – Ruína


>> Tradutor: Metal_Oppa <<


Um canto semelhante a um feitiço que era uniforme e baixo cercou o santuário. Até o canto estava carregado de paixão febril e escuridão. Não parecia que poderia ser feito por gargantas humanas. Enquanto estava cercado por esta gaiola de cânticos, a ilusão foi desencadeada pelo bisturi na mão de Gu-Jun. Ele perfurou a névoa que bloqueava o passado e o futuro.

Uma carta cheia de caligrafia irregular da língua estrangeira apareceu diante de seus olhos como um fragmento de memória que ele havia esquecido.

【Sinto muito a falta dos dias na Academia Carlot. Passei meus dias estudando medicina, mergulhando na literatura relevante, discutindo diferentes tópicos com professores e amigos. Foi realmente um tempo perdido em uma felicidade inocente. Como eu gostaria que aqueles dias nunca terminassem (…) Mas agora sei que isso é impossível. Devo admitir com vergonha que fracassei.】

【Meu poder e intelecto não são nada diante desta tempestade assustadora. Eu acredito que, mesmo se eu continuar neste caminho, não haverá nenhuma chance de derrotarmos esses monstros estranhos. Não haverá nenhuma chance de descobrirmos a real verdade sobre a vida, medicina, tempo e espaço que está além da compreensão de nossa inteligência.】

【Talvez a morte me dê outra resposta. Com relação a salvar este mundo… Por favor, passe esta mensagem aos meus amigos – todos deveriam ter seus próprios objetivos na vida. Não vacile por causa da minha decisão. Por favor, lembre meu bom amigo Raybundy Peani especialmente. Ele é capaz o suficiente para assumir e superar-me. Não desista, mas lamento ter que partir primeiro.】

Gu-Jun podia ver a ilusão de uma perspectiva de terceira pessoa, mas também parecia que estava experimentando a ilusão de uma perspectiva de primeira pessoa. No penhasco à beira-mar que estava abandonado e frio, a brisa do mar chicoteava selvagemente. Era forte o suficiente para quase levantar as rochas estranhas que se projetavam do penhasco. Ele estava parado sozinho. Ele olhou para o horizonte. A superfície do mar parecia estar fervendo com água negra. De repente, ele ergueu o bisturi em sua mão e passou-o bem no pescoço. A lâmina afiada cortou a pele e fez um corte limpo no tubo de ar e na artéria cefálica. Sangue fresco floresceu no ar como as flores carmesins. Eles dançaram com o vento antes de cair nas pedras. Um ruído gutural ecoou de sua garganta quando o ar foi cortado…

O corpo fraco balançou várias vezes antes de o homem se ajoelhar no chão. Ele olhou para o mar sem fim e murmurou: “Ruína, ruína…”

Ele repetiu o termo várias vezes. O sangue tingiu as rochas ao redor dele de vermelho enquanto a voz ficava cada vez mais sufocada…

Sua alma e corpo estavam voltando ao vazio, mas naquele momento, ele sentiu algo se materializar atrás dele. Ele lentamente virou a cabeça. Vários passos atrás dele estavam nove figuras que apareceram simplesmente do nada. Eles estavam todos envoltos em trevas, dando a ilusão de que eram homem, besta ou alguma criatura que esteja no meio-termo. Era difícil dizer se eles estavam realmente lá pessoalmente ou se era sua mente pregando peças nele.

“Filho do Aço, Freud Landon.” – Das nove figuras, uma voz sombria falou pacificamente. “Nossos Grandes Ancestrais reservaram um assento demoníaco para você. Além da compreensão humana, há uma verdade maior.”

Ele olhou para essas figuras. Eles eram projeções do abismo mais sombrio, mas tudo o que ele podia ver era a luz. Esse era um raio de luz que o traria para o verdadeiro caminho. Ele se levantou vacilante. O sangue no bisturi pingou no chão. Ele usou seu último suspiro para dizer: “Eu gostaria de saber… essas verdades.”

Naquele momento, a ilusão implodiu. A respiração de Gu-Jun veio rapidamente. Seu tubo de ar estava fechando e sua artéria cefálica estava pulsando, mas, felizmente, nenhum dos dois havia se rompido. Gu-Jun podia ver que ele ainda estava de pé dentro do altar. Xue Ba, o tio Dan, Lin Mo e o resto estavam ao seu redor, ele poderia reconhecê-los todos novamente. Segurando o bisturi Carlot que dissecou muitas criaturas anormais e a arma que Landon usou para cometer suicídio, seu corpo e alma se sentiram rejuvenescidos como se ele tivesse acabado de beber da fonte da vida. Ele encontrou a mobilidade novamente. A consciência de Gu-Jun havia retornado e assumido o controle de seu corpo físico. A agitação e as trevas do Filho da Desgraça foram suprimidas por outro poder, o poder foi despertado do desencadeamento da ilusão e ajudou a reviver sua alma. Essa foi a consciência brilhante do Filho do Aço. Era como se estivesse sussurrando diretamente em seu cérebro: “Não desista… Acabe com o caos… Você é o fruto…”

Seguindo essa nova sensação, surgiram muitas imagens borradas sem fim, que se aglutinam em vários milhares de caracteres estrangeiros claros. Com eles, veio uma nova compreensão da magia estrangeira. Gu-Jun não tinha ideia do que era a teoria por detrás do conhecimento e aplicação do feitiço, mas ele se lembrava de como usar um deles…

“Ah? Gu-Jun?” – Os Caça-Demônios tiveram suas mentes perturbadas. Apenas o mais mentalmente apto entre eles, Xue Ba, ainda conseguia falar, embora com a voz trêmula. Ele também foi o primeiro a notar que Gu-Jun havia retornado para eles.

Ao mesmo tempo, o canto ficou mais alto. Além das quatro figuras de vermelho que permaneceram imperturbáveis, os rostos dos outros homens magricelos de preto começaram a se distorcer. O padrão misterioso em suas vestes parecia ser algum tipo de talismã, e seu poder estava sendo evocado por meio de cânticos malignos e assustadores.

“הבשרשלךהואארוחהטובהשלנו,השםשלךיהיהשייךלנו,אניאדונך!”

A névoa cinza lentamente se dissipou. No final das contas, cada árvore grande ao redor do santuário era uma grande Figueira-de-Gralha. À distância, os ramos distorcidos pareciam estar presos por diferentes carcaças. Seriam essas figueiras que se projetavam no espaço anormal para espalhar a dor e o horror da doença?

A luz vermelha no padrão do santuário ficou mais brilhante e fluiu mais rápido. Eles correram em direção aos quatro pilares de pedra. A cerimônia estava prestes a terminar, mas de repente, os lobos mutantes perceberam a mudança no ar. Suas espinhas murcharam e alguns abanaram o rabo ansiosamente. Gu-Jun, que deveria estar paralisado, de repente abriu a boca para falar. Sua voz era firme e destemida. “Vocês… realmente querem conhecer o ‘Filho da Desgraça’ que vocês convocaram? Vocês realmente sabem quem ele é?”

Não havia muitos que sabiam a resposta a esta pergunta. Foi verdade tanto para a terra quanto para a civilização estrangeira. Porque todos aqueles que receberam a resposta foram confirmados como mortos por suicídio. O poder que ele herdou no fundo do mar de Longkan era algo que a Companhia Lai Sheng não havia realmente se aprofundado.

Gu-Jun sondou com os olhos os rostos murchos que estavam coloridos pela confusão. Sua própria expressão ficou sombria. “Antes de invocar o demônio, você fez preparativos suficientes para ser consumido por ele?”

Landon tinha tempo, Professores e amigos de que sentia falta, Gu-Jun também os tinha. Ele não desistiria.

A consciência sombria que foi suprimida em seu corpo estava fervendo novamente, mas desta vez, era Gu-Jun quem a estava liberando voluntariamente. Este poder das trevas que ele não conseguia controlar poderia consumi-lo a qualquer momento, mas ele não sentia medo. Ele abriu os lábios para recitar o feitiço e forçosamente assumiu o controle da energia que havia se reunido no santuário.

“Ruína, ruína, ruína!” – Gu-Jun cantou novamente e novamente, enquanto enfrentava diferentes direções. Ele enviou as vozes do abismo para fora. “Ruína!”

Na língua estrangeira, ‘Ruína’ era homófono com ‘Desgraça’.

A cada novo canto, a escuridão em sua autoconsciência se aprofundava e sua visão oscilava ainda mais. Ele podia ver com mais clareza a decomposição e a putrefação durante a autópsia, a montanha de cadáveres dentro da sala de pedra da ilusão, mas sua voz se acumulou com a força de uma onda gigante. Em apenas alguns momentos, todo o santuário se despedaçou. Os quatro pilares de pedra desmoronaram. Um resmungo de gelar a espinha veio do subsolo. Até a própria terra estava tremendo. A escada em espiral de cerca de cinco mil metros de altura estava caindo aos pedaços. Todos os lobos vivos choramingaram de medo enquanto corriam para se esconder.

A névoa que cercava o santuário se dissipou. Os rostos das figuras em preto e vermelho empalideceram. Eles pareciam mais corpóreos do que antes, e seu canto já havia parado ou melhor, foi dominado pelo mais poderoso de Gu-Jun.

“Ruína…” – O corpo de Gu-Jun estava balançando, e seu rosto estava assustadoramente pálido. Ele pegou um rifle de Xue Ba, que ainda não conseguia se mover, e apontou para o membro da Companhia Lai Sheng à sua frente. Seu alvo era o cara principal de vermelho que tinha falado antes.

“Ruína!” – Seu dedo indicador direito puxou o gatilho. As balas voaram solta…

Xue Ba, o tio Dan, Lou Xiaoning e os demais ficaram de queixo caído. As balas do rifle finalmente atingiram o alvo. Eles não passaram mais pelos corpos daquelas pessoas. Os crânios se estilhaçaram e o sangue espirrou. Os homens magricelos que blasfemavam contra o demônio antes agora caíam como moscas em suas próprias poças de sangue.

Neste espaço estranho, o canto assustador havia parado. Em vez disso, foi substituído por ecos ainda mais horripilantes de gritos e berros que davam a impressão de que estavam experimentando o inferno na terra.


TLN: OOOHH! Mas que capitulo!! amei traduzir isso.

Olá, eu sou o Urso!

Olá, eu sou o Urso!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥