Selecione o tipo de erro abaixo

Lukas acordou com um aperto no coração quando percebeu que não estava em um pesadelo, mas sim em um mundo desconhecido e sombrio. Uma onda de tristeza o invadiu ao se dar conta da realidade implacável que enfrentava. Ele se levantou da cama improvisada na cela, sentindo o peso do desespero pairar sobre ele.

Alicia também estava acordada, e seus olhares se encontraram por um momento antes que ela fizesse um gesto para que ele a seguisse. A curiosidade superou a tristeza de Lukas, e ele se levantou e a seguiu para fora da cela. Juntos, eles percorreram pelos corredores, saindo para explorar o mundo de Setealém.

Alicia o guiou por uma vila dentro desse mundo sombrio. Era um lugar onde apenas os melhores funcionários e alguns supervisores moravam. As casas pareciam um pouco melhores do que as celas apertadas, mas ainda carregavam o mesmo ar sombrio que permeava todo o lugar. Lukas notou que, apesar das aparências, a atmosfera ali também era carregada de tensão e segredos.

Continuando a jornada, Alicia levou Lukas a um pantano. Ela explicou que alguns funcionários, especialmente os novatos, se escondiam lá para escapar das tarefas ou das regras rígidas. No entanto, ela alertou que o pantano era vigiado por guardiões sombrios e que se esconder ali não era uma ideia segura. Lukas pôde sentir a sensação opressiva do lugar enquanto observava as águas turvas e os olhares invisíveis que pareciam segui-los.

Finalmente, Alicia conduziu Lukas a um local que ela frequentava. Era uma área onde costumava se refugiar, um lugar que antes era o canil dos cães dos guardiões, mas agora estava abandonado. Era um espaço isolado e sombrio, com uma aura de solidão e abandono. Lukas olhou ao redor, absorvendo a atmosfera e a história do lugar.

Enquanto exploravam o mundo sombrio de Setealém, Alicia conduziu Lukas até uma grande fronteira que separava diferentes regiões dentro desse mundo. Eles estavam na região que pertencia aos habitantes dos Estados Unidos, o país natal de ambos. A visão daquela fronteira trouxe à tona um misto de nostalgia e saudade por suas vidas passadas.

A curiosidade se acendeu nos olhos de Lukas, e ele não pôde deixar de perguntar sobre o passado de Alicia. Com um olhar distante, ela mencionou que morava em Columbine antes de chegar a Setealém. O nome ressoou nos ouvidos de Lukas, já que era uma cidade que ele conhecia. Ele então revelou que morava em Gary, no estado de Indiana. Apesar de estarem separados por uma fronteira sombria, eles descobriram um vínculo inesperado através de suas origens.

Um sorriso suave se formou nos lábios de Alicia. “Você sabe, é engraçado como nossos caminhos se cruzaram aqui em Setealém, mesmo vindo de lugares tão diferentes.”

Lukas concordou, um lampejo de determinação brilhando em seus olhos. “É verdade. E agora que estamos aqui, temos que encontrar um jeito de sair. Não podemos nos contentar com esse lugar.”

Alicia assentiu com seriedade, sua voz cheia de resolução. “Você está certo. Nós vamos superar isso juntos, não importa o quão difícil seja.”

E então, em meio àquele mundo sombrio e desolado, eles fizeram uma promessa. Prometeram um ao outro que, quando conseguissem sair de Setealém, se encontrariam do lado de fora e iriam tomar um sorvete juntos, independentemente das distâncias que os separassem em seus locais de origem.

Essa promessa se tornou um símbolo de esperança em meio à escuridão. Eles sabiam que o caminho à frente seria difícil e cheio de desafios, mas a conexão que haviam encontrado um no outro os impulsionava a continuar. Com suas mãos estendidas em um gesto de solidariedade, eles seguiram adiante, determinados a descobrir os segredos de Setealém e encontrar uma maneira de retornar à luz que haviam perdido.

O momento de conexão entre Lukas e Alicia foi abruptamente interrompido quando um guardião surgiu diante deles. Sua presença sinistra e sombria os fez parar instantaneamente. O guardião ordenou que eles voltassem ao trabalho, dissipando o breve momento de respiro que haviam compartilhado. Com um olhar preocupado, Lukas e Alicia obedeceram, seguindo em direção ao complexo mais próximo.

Lá, eles foram confrontados com uma tarefa sombria e difícil que era parte do terrível cotidiano de Setealém: a punição das almas más. Lukas sentiu um aperto no peito ao testemunhar o sofrimento e as punições que eram infligidas às almas que haviam feito escolhas terríveis em vida. Era uma realidade brutal, e ele se encontrou fazendo parte disso pela primeira vez.

O momento mais doloroso chegou quando ele teve que punir um jovem inocente, alguém que havia caído em Setealém por engano, assim como Lukas. Ele viu o medo e a confusão nos olhos daquele jovem enquanto era submetido a um castigo cruel e injusto. O peso da situação caiu sobre Lukas, e ele sentiu um misto de raiva e impotência diante dessa injustiça.

Após um dia doloroso e angustiante, Lukas e Alicia retornaram à central, onde passariam mais uma noite em suas celas. Lukas se deitou em sua cama improvisada, olhando para o teto escuro enquanto as emoções tumultuavam dentro dele. Ele sentia um desejo ardente de escapar daquele lugar sombrio, de encontrar uma saída para sua prisão. A sensação de estar perdido, combinada com a tristeza e a fadiga, o envolveu enquanto ele fechava os olhos, esperando que o sono o levasse para longe daquele mundo de tormento.

O que eles não sabiam era que as sementes de uma revolução silenciosa estavam começando a germinar em seus corações, alimentadas pela compaixão e pela força que encontraram um no outro. O desejo de mudança e a busca por uma chance de redenção os uniriam em um objetivo comum: encontrar um caminho para escapar de Setealém e descobrir a verdade que estava por trás desse mundo sombrio e misterioso.

Picture of Olá, eu sou o Kaiky K.L!

Olá, eu sou o Kaiky K.L!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥