Selecione o tipo de erro abaixo

No dia seguinte, Lukas e Alicia acordaram com uma determinação renovada. Ambos compartilhavam o desejo ardente de escapar de Setealém e descobrir a verdade por trás desse mundo sombrio. Conversaram rapidamente sobre suas intenções e decidiram que era hora de buscar respostas.

Alicia lembrou-se de um funcionário mais velho por quem ela sentia simpatia, alguém que talvez pudesse ter informações valiosas. Ela se aproximou dele e perguntou sobre como poderiam encontrar respostas sobre Setealém e como escapar desse lugar opressivo. O homem, escutou atentamente e depois lhes indicou um ex-funcionário e supervisor de Setealém que vivia em uma floresta próxima, alguém que talvez tivesse o conhecimento necessário para ajudá-los.

Decididos, Lukas e Alicia se encaminharam para a casa desse homem. No caminho, Lukas expressou sua gratidão pela companhia de Alicia. Ela sorriu e confessou que, durante os nove meses que esteve em Setealém, nunca havia feito um amigo além do velhinho. A conexão entre eles estava se aprofundando, uma sensação de compreensão mútua e apoio que os impulsionava adiante.

Finalmente, eles chegaram à casa do velhinho ex-supervisor. Com corações acelerados, explicaram sua situação e o motivo pelo qual não podiam continuar em Setealém. Eles contaram sobre a inocência de Lukas e o arrependimento de Alicia por seus pecados. O velhinho ouviu atentamente e, após uma breve pausa, começou a compartilhar sua teoria.

Ele explicou que havia uma crença em Setealém de que um portal de fuga estava localizado na costa do México. O portal era uma possibilidade de sair daquele mundo sombrio, mas ele alertou que passar pela fronteira não seria fácil. Eles teriam que seguir algumas orientações de um livro que ele tinha, um guia que continha informações vitais para o sucesso da jornada.

Com uma mistura de esperança e apreensão, o velhinho entregou o livro a Lukas e Alicia. Ele aconselhou-os a escondê-lo com cuidado, voltar ao trabalho e planejar tudo com calma. Eles precisavam encontrar aliados confiáveis, reunir informações e recursos antes de se aventurarem na jornada arriscada rumo ao portal.

Lukas e Alicia agradeceram ao velhinho, sentindo uma mistura de gratidão e urgência. Eles saíram de sua casa com uma sensação renovada de propósito e determinação. O livro que agora seguravam em suas mãos continha as chaves para a esperança de escapar do pesadelo de Setealém, e eles estavam determinados a lutar por sua liberdade, enfrentando os desafios que surgiriam em seu caminho.

Após retornarem à central e cumprirem suas tarefas diárias, Alicia teve uma ideia que poderia facilitar seus planos de fuga. Ela conhecia um dos coordenadores e estava determinada a convencê-lo a permitir que ela e Lukas dormissem no mesmo quarto. Isso lhes daria a oportunidade de planejar de maneira mais eficaz e discreta a sua fuga de Setealém.

Alicia se dirigiu ao escritório do coordenador, seu coração batendo mais rápido com a tensão da situação. Ela explicou que Lukas era seu primo e que ela queria tê-lo por perto durante a estadia em Setealém. O coordenador, impressionado com a simpatia de Alicia e talvez também influenciado por pensamentos menos nobres, concordou rapidamente com o pedido. Ele achava Alicia atraente e, se não fosse por seu cargo, teria tentado algo mais íntimo com ela.

Alicia sentiu um desconforto profundo ao perceber os pensamentos do coordenador e o modo como ele a via. Ela manteve sua compostura e, enquanto saía da sala, conseguiu pegar uma prancheta da mesa dele, deslizando-a discretamente para dentro de sua blusa. Era um ato de pequena rebeldia, uma maneira de recuperar algum controle naquela situação incômoda.

Com a prancheta agora em sua posse, Alicia voltou para onde Lukas estava esperando. Ela se aproximou dele, a expressão séria, e revelou o que havia conseguido. Ela explicou sobre o quarto compartilhado e a prancheta que poderia conter informações úteis. O desconforto do encontro com o coordenador ainda estava presente em sua mente, mas sua determinação de escapar de Setealém era mais forte do que nunca.

Juntos, Lukas e Alicia examinaram a prancheta, esperando encontrar pistas que pudessem ser vitais para seu plano de fuga. A próxima etapa de sua jornada estava prestes a começar, impulsionada pela amizade que haviam construído e pela esperança de encontrar um caminho para a liberdade em meio às sombras de Setealém.

No quarto compartilhado, Alicia e Lukas examinaram a prancheta que haviam conseguido. A lista continha informações sobre as funções dos supervisores, incluindo uma que chamou a atenção deles: uma entrega de fungos para Monterrey, no México. Era a pista que precisavam para chegar mais perto de seu objetivo de escapar de Setealém. A prancheta indicava que o desembarque dos fungos ocorreria à 2 horas da madrugada de Setealém no dia seguinte.

A ideia começou a se formar em suas mentes. Eles elaboraram um plano arriscado: atacar dois supervisores, tomar suas roupas e se passarem por eles, fingindo que os supervisores estavam se sentindo mal e que não poderiam realizar uma viagem tão longa. Eles usariam sua reputação de bons funcionários como justificativa para substituírem os supervisores temporariamente. O plano tinha um risco enorme, mas era a melhor chance que tinham.

Após discutirem os detalhes, eles concordaram que colocariam o plano em ação na próxima madrugada. Com a emoção e a ansiedade crescendo, eles sabiam que essa era sua única oportunidade de escapar do ciclo opressivo de Setealém.

Com apenas uma cama disponível, eles se viram obrigados a dormir juntos naquela noite. No entanto, apesar da energia negativa e sombria que permeava Setealém, eles encontraram conforto nos braços um do outro. A presença de Alicia era um bálsamo para o medo que Lukas sentia em relação a esse lugar sinistro. De maneira recíproca, Alicia também sentia uma tranquilidade inesperada quando estava perto de Lukas. A conexão que haviam forjado estava se fortalecendo a cada momento que passavam juntos, e eles se apoiavam mutuamente nessa jornada perigosa em busca da liberdade.

Agora, com um plano em mente e a promessa de uma chance de escapar, Lukas e Alicia se preparavam para enfrentar o desafio iminente. O tempo estava se esgotando, mas a esperança estava acesa em seus corações enquanto se aconchegavam para dormir, unidos pela coragem, pela amizade e pelo desejo compartilhado de encontrar uma saída desse mundo sombrio e opressivo.

Picture of Olá, eu sou o Kaiky K.L!

Olá, eu sou o Kaiky K.L!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥