Selecione o tipo de erro abaixo


『 Tradutor: MrRody 』

Dentro de um escritório silencioso, um homem estava tomando chá e murmurando consigo mesmo. — Pequeno Balkan, huh?

Era o primeiro rumor tentador em um bom tempo. Afinal, quantos aventureiros haviam conquistado um epíteto em apenas três meses? Não mais do que três desde que assumiu este trabalho.

— Interessante. — Até mesmo as informações sobre suas essências, que haviam sido corroboradas pela guilda, eram fascinantes. Normalmente, os aventureiros começavam com uma essência de nível nove e lentamente avançavam. Mas este homem? Um Gólem Cadáver, um Vampiro e desta vez até a essência de um Orc Herói. — Isso não pode ser explicado apenas pela sorte.

Era como se ele estivesse recebendo alguma ajuda ou algo similar. Se você olhasse para a história, seria capaz de encontrar várias pessoas que haviam trilhado caminhos semelhantes. Certamente, existiam pessoas nascidas neste mundo com destinos especiais, talento e sorte.

— Eu me pergunto qual desses ele é…

A maioria dessas pessoas acabava sendo lembrada e elogiada como heróis ou grandes nomes na história. Então, o que dizer deste bárbaro? Vendo suas conquistas até agora, a possibilidade definitivamente existia. Claro, ele teria que provar que tinha uma base básica primeiro.

— Vou ter que investigar isso antes que ele fique mais astuto.

Este assunto teria que ser tratado com mais cuidado e cautela do que o normal.


Assim que abri a porta do restaurante de luxo, Hikurod (em um assento feito para anões) e Dwalkie nos cumprimentaram calorosamente. — Ah, vocês estão aqui! Venham se sentar! Hahaha!

— Estou realmente feliz que ambos estejam seguros.

Sentei-me em frente a Missha, que veio comigo. — E o Rotmiller?

— Ele ainda não chegou. Mas deverá estar aqui em breve.

Como esperado, depois de pedirmos comida e conversarmos por um tempo, Brown chegou às 20h em ponto. Seria algum tipo de maldição de sua ocupação chegar na hora certa? — Bjorn, Srta. Karlstein. Estou aliviado que vocês estejam seguros.

— Não! Eu também estou aliviada que você esteja bem, Rotmillerrr. Ouvi dizer que você se feriu fugindo…

— Ha… sinto que, por causa disso, prejudiquei vocês. Se eu não tivesse me ferido, então não teríamos que sair dali…

Interrompi-o ali, sabendo que, se não o fizesse, não haveria fim para esse coitadismo. — Por que você não se senta primeiro? A comida está aqui.

— …Tudo bem.

Assim que Brown se sentou, todo o grupo estava oficialmente reunido em um só lugar pela primeira vez em um bom tempo. Era um milagre que, apesar do grupo ter sido separado no labirinto, todos nós tivéssemos voltado vivos.

— Os deuses devem estar cuidando de nós. — A conversa real começou com essas palavras ousadas de Brown. O principal tópico de discussão eram, é claro, as atualizações.

— Então, Hikurod, o que aconteceu com vocês?

— Oh, você quer dizer na floresta da bruxa? — Em resposta à minha pergunta, o anão explicou o que aconteceu no labirinto passo a passo, em ordem cronológica. Brown aparentemente foi derrubado em um ataque surpresa assim que eles se separaram de nós. No entanto, com um contra-ataque decisivo, eles conseguiram escapar ao derrubar o batedor do outro lado. O início não foi muito diferente da história que ouvi na cabana, mas, como Hikurod era o narrador, agora eu era capaz de ouvir os detalhes.

— Então eu usei Restauração de Emergência para usar o Protetor de Pulso do Guardião mais uma vez e ganhar tempo.

Então foi esse o combo que ele usou.

— Uau, eu não sabia que você poderia vincular itens numerados com habilidades assim.

— Hahaha. Eu não saberia disso também. Tudo isso é sabedoria que foi transmitida pelos meus ancestrais.

Restauração de Emergência não reparava equipamentos, mas era uma habilidade que devolvia o equipamento ao estado em que estava há cinco minutos. Um Item Numerado não era exceção, embora houvesse a desvantagem de consumir mais MP do que o normal.

“A sabedoria de seus ancestrais…”

Parecia que, tão importantes quanto eram os itens numerados para os anões, as informações relacionadas também eram passadas adiante. De qualquer forma, para resumir o restante da história, foi assim:

— Primeiro, fugimos, depois tratamos o Brown. Então tentamos procurar por vocês também, mas…

Por causa da distância entre nós, as habilidades de rastreamento do Brown não puderam nos detectar. Mesmo assim, eles não desistiram e continuaram vagando pela Floresta da Bruxa. Mas no terceiro dia, eles encontraram com Elisa.

— O quê? Vocês toparam com aquela mulherrr louca de novo?!

— Isso mesmo. Eu não sei que tipo de truques ela usou, mas nos perseguiu pela floresta implacavelmente.

— E? O que vocês fizeram?

— Hahaha, o que poderíamos fazer? Fugimos!

Eles despistaram Elisa e não tiveram escolha senão passar pelo portal e subir para o quarto andar, e ali o problema se acabou. A Torre dos Céus no quarto andar tinha um formato de fases. Depois de conseguir completar a primeira fase, eles escolheram ficar parados até o labirinto fechar, julgando que se um monstro de sexto nível aparecesse a seguir, poderiam ser aniquilados.

— Foi bastante difícil matar o tempo por mais de dez dias, mas… Ainda assim, consegui aguentar graças ao Rotmiller e ao Dwalkie.

Difícil, meu rabo. Nós é que deveríamos estar dizendo isso.

“Ha… e além de tudo, eles alegaram estarem cansados e foram dormir?”

Por alguma razão, meu estômago doía novamente. Descansando enquanto estávamos trabalhando duro… tudo bem. Mas…

— Oh, aliás, não mencionei isso. Milagrosamente, uma essência saiu durante nossa primeira batalha.

— Uma essência… saiu. huh?

Isso era um maldito jogo? A essência que se recusara a aparecer apesar de nossas esperanças e apesar de incontáveis batalhas com monstros na Floresta da Bruxa acabou aparecendo lá em cima? E era a essência de um monstro de sétimo nível, Mímico… um monstro raro famoso por soltar pelo menos uma essência de nível médio … além disso.

— Assim que o Rotmiller a absorveu, ele abriu o Cofre do Tesouro.

Cofre do Tesouro era a habilidade ativa do Mímico. Não era uma habilidade de combate, mas podia abrir uma dimensão de armazenamento pessoal quando usada.

— E? O que saiu?

O ponto chave aqui era que quando o Cofre do Tesouro era ativado pela primeira vez, vários itens eram colocados aleatoriamente dentro dele. Se tivessem azar, poderiam acabar com apenas algumas poções de alto nível. Eu realmente esperava que fosse o caso para eles.

— Não saíram muitas coisas, cerca de dois milhões de pedras em mana, três poções de alto nível e dois Itens Numerados.

— Puta merda!

— …Por que você está xingando de repente?

— Desculpe, estou apenas surpreso. — Continuei sentindo o vômito subindo pela garganta, mas o reprimi e perguntei, — Então, quais são os itens numerados?

— Infelizmente, um estava nos 8000s e o outro nos 9000s.

Isso ainda significava que eles tinham ganho mais de dez milhões de pedras. Claro, como nós dois não estávamos lá, eles dividiriam isso em três. Por que esse bastardo anão era tão sortudo?

— Aconteceu que realmente não precisávamos deles, então decidimos vendê-los. Rotmiller, que absorveu a essência, decidiu subtrair esse valor do preço padrão da essência de acordo com a guilda.

— Entendi… Parabéns… — Brown tinha uma nova essência, e Hikurod e Dwalkie tinham ganhado na loteria. Talvez fosse por isso que consegui sorrir e dizer parabéns em voz alta, mas…

Crack!

A colher que eu estava segurando entortou ao meio.

— B-Bjorrrn? Por que você destruiu uma colher do nada?!

— Não consegui controlar minha força por causa da essência do Orc Herói.

— Huh? Isso nunca aconteceu antes!

Isso porque nada parecido com isso havia acontecido antes. Esses malditos aproveitadores…

Tendo ouvido o lado da história do anão, agora era nossa vez. — Na verdade, estamos mais curiosos sobre o que aconteceu do seu lado. Ouvi alguns rumores sobre isso ontem, mas… O que exatamente aconteceu com vocês? — Hikurod perguntou.

Se eu deixasse a explicação para Missha, ela poderia acabar soltando a coisa errada, então forneci um breve resumo. A vida após ser deixado para trás. O despertar ‘acidental’ de Missha.

— Srta. Karlstein, parabéns. Isso deve ter pesado em seu coração por tanto tempo…

— Não. Eu não fiz nada, foi tudo graças ao Bjorrrn.

— …Ao Bjorn?

— Ah, não! Quero dizer, sem o Bjorrrn, eu não teria voltado viva!

Houve momentos em que a história também ficou confusa. Como quando encontramos os três fanáticos religiosos na cabana, e como quando saímos da cabana, por algum motivo o Lorde do Andar estava vagando por aí. Conforme a história dinâmica (diferente daquela contada pelas pessoas que ‘mataram o tempo’ no quarto andar) continuava, os três ouviam atentamente.

— Ha, você foi realmente inteligente em pensar em ir para a Colônia Orc.

— Se fosse eu, nem teria tido tempo de pensar no clã Dzarwi.

— E? O que aconteceu depois disso?

Suas reações sinceras me imploravam para contar o resto. No entanto, em vez de exagerar e inflar, continuei a história de um ponto de vista objetivo, com algumas exceções.

— Huh, quer dizer que eles pediram uma taxa de proteção em uma situação dessas?

— Vocês dois pagaram duas milhões de pedras… Estou tão envergonhado. Ei, Rotmiller, Dwalkie, por que não juntamos algum dinheiro para eles?

— Boa ideia. Não podemos fingir que não somos responsáveis pelo que aconteceu.

Acho que soamos um pouco miseráveis depois disso. Com a menção da taxa de proteção, alguns equipamentos destruídos e quinhentas mil pedras gastas em reparos, os três juntaram um milhão de pedras no total. Para ser honesto, eu não sabia como reagir. — …Vocês realmente estão nos dando isso?

— Claro. Nós ganhamos todo esse dinheiro… vocês não acham que podemos pelo menos dar a vocês isso?

O que era isso? Será que ele não era um anão, mas um deus? — Hikurod, você é verdadeiramente um grande líder…

— Hahaha. obrigado pelo elogio. Mas nos conte o resto.

— Okay. — Me repreendendo por acusar um anão tão maravilhoso como um aproveitador, decidi continuar o restante da história com mais sinceridade.

— Ha, quer dizer que o Lorde do Andar realmente apareceu?

Contei a eles sobre o Lorde do Caos aparecendo com cinco horas restantes.

— Pensando bem, faz sentido eles terem coletado uma taxa para isso.

Então contei sobre a batalha para subjugar o monstro e a tremenda quantidade de recursos que isso exigiu. As brigas internas que eclodiram e o Hiato do Mal sendo ativado. Depois, mencionei a essência que negociei com os Dzarwi, que não tinham um tanque, e nossa fuga.

— Entendi. Eu estava me perguntando sobre os rumores falando da Essência de um Orc Herói. mas acho que é sobre isso que eles estavam falando.

Até mencionei ter uma essência de vampiro, mas o anão foi bastante generoso sobre isso.

— No início, eu relutava em falar sobre meu item numerado também. Estamos bem, então não há necessidade de se rebaixar.

Me rebaixar? Eu só estava olhando para alguma comida que tinha derramado no chão por acidente. Mas não senti necessidade de corrigi-lo.

— De qualquer forma, parabéns. Você já tem duas essências de rank cinco. O alicerce para se tornar um grande aventureiro foi estabelecido para você.

— …Obrigado por dizer isso.

Depois disso, a história terminou comigo contando calmamente nossa fuga do Hiato do Mal e sendo perseguido pelo Lorde do Andar enquanto carregava a Missha. Os três ouviram atentamente e expressaram admiração no final.

— Hahaha, eu sabia imediatamente que esse garoto um dia faria algo grande.

— De fato! Essa foi a história mais grandiosa e extraordinária que ouvi nos últimos anos. É uma pena que não pude fazer parte dela!

— Verdade… Com uma conquista dessa magnitude atrás de você, ninguém ousará contestar chamá-lo de Pequeno Balkan.

Havia apenas uma coisa que chamou minha atenção, algo que o Rotmiller disse. Eu virei a cabeça. — Espera, Pequeno Balkan?

— Você ainda não ouviu? É o seu epíteto! — explicou gentilmente o anão.

Pequeno Balkan. Depois do Bárbaro Livre, este era um novo título.

“Epíteto…”

No entanto, eu não podia ter certeza se isso teria um efeito positivo no futuro, ou o oposto.



【Sua reputação aumentou em +1.】

【Seu nível aumentou em +1.】1



No dia seguinte à reunião. Encontrei Hikurod cedo pela manhã e visitei a Guilda para denunciar Elisa Behenk.

— …Uma sacerdotisa de Karui?

Como isso não era algo comum, a equipe que recebeu nosso relatório não pôde esconder sua perplexidade. No entanto, suas expressões mudaram quando entreguei minha identificação cinco estrelas e o gravador de vídeo que Hikurod usou na cabeça durante toda a expedição como evidência.

— Isso… eu não acho que seja algo que eu possa resolver sozinho. Você poderia esperar um momento, por favor?

Fomos imediatamente chamados para o escritório do gerente da filial e lá explicamos o que havia acontecido. Como resultado, a notícia se espalhou para o templo. Elisa foi excomungada do templo de Reatlas e imediatamente se tornou uma fugitiva procurada.

— Os registros do posto de controle indicam que a vilã voltou para a cidade, então seremos capazes de capturá-la em breve.

Os representantes da guilda e do templo falaram com confiança, mas por algum motivo, não me pareceu que a maldita seria tão facilmente capturada. Eu não tinha evidências, mas tinha um pressentimento.

“Não sei se é uma boa ideia deixar assim.”

Portanto, decidi continuar verificando as atualizações sobre Elisa mais tarde e encerrar este caso. Neste momento, não havia mais nada que pudéssemos fazer. Até recebemos uma recompensa inesperada.

— Hahaha! De qualquer forma, esse foi um lucro surpreendente.

— As recompensas sempre seguem a justiça.

Recebemos cerca de três milhões de pedras do templo em troca de fornecer evidências-chave. Bem, teria que ser dividido por cinco, mas não era algo para se reclamar. Essa quantidade de sorte era algo para se aceitar de bom grado. Mas mais do que isso começaria a me assustar.

— Puxa, havia muita coisa para testemunhar, então demorou mais do que eu pensava. Vamos sair agora. Todos estarão esperando.

Depois de terminar nosso relatório sobre Elisa, seguimos para o ponto de encontro. A distribuição final do saque foi concluída após uma breve discussão.

— Vamos simplesmente dividir tudo o que conseguimos antes de nos separarmos em cinco partes iguais. Qualquer coisa que conseguimos depois de nos separarmos pode ser negociada em qualquer um dos lados.

Dividimos o equipamento e os consumíveis dos fiéis servidores de Elisa. Hans, e as pedras de mana que tínhamos ganhado até o quarto dia pelo número de pessoas no grupo. Antecipando isso, eu havia pago a taxa de proteção apenas com o equipamento dos fanáticos religiosos, então os cálculos não deveriam ser muito complicados.

“Ah, os sapatos.”

Lembrei-me das botas de Hans, que mais tarde foram explodidas por uma mina terrestre, mas decidi ficar quieto. Não apenas seria irritante refazer os cálculos, mas eu usei toda a água benta e poções deles de qualquer maneira.

— Dwalkie?

— Estou… calculando. Ah! Temos uma porção de 1,22 milhões de pedras por pessoa!

Para a Missha e eu, isso totalizava 2,44 milhões de pedras, mais 1,2 milhão de pedras da recompensa dada pelo templo e o 1 milhão de pedras que os outros três nos deram como ajuda. A quantidade que conseguimos vendendo a mochila expansível dos três fanáticos religiosos e o equipamento que restou após pagar a taxa de proteção foi de 3,11 milhões. E tínhamos ganho oitocentas mil pedras de mana após quinze dias de trabalho. Em suma… isso totalizava 8,55 milhões de pedras. E se eu tivesse dividido isso com Missha, meu lucro com essa missão teria sido de 4,27 milhões de pedras.

Se não fosse por aquela promessa.

— Ugh…

Como você poderia perceber apenas olhando nos olhos de Missha, cheios de arrependimento, todo esse lucro era meu. Isso tinha sido o combinado. Bem, na hora, eu tinha aceitado principalmente a oferta dela para amenizar sua consciência culpada, mas…

“É melhor que eu mantenha e administre o dinheiro por mim mesmo.”

Missha agora era minha companheira principal. Todas as essências, equipamentos utilizáveis e técnicas de treinamento em geral passariam por mim agora. Claro, muito dinheiro também seria investido neles.

“Nesse sentido, se subtrairmos trezentas mil pedras para o custo de reparar meu equipamento e o da Missha, além do custo do meu tratamento…”

O lucro líquido desta expedição poderia ser calculado como 7,65 milhões de pedras. Mesmo levando em conta as botas danificadas no Labirinto, a maça perdida, etc., era um ganho ridículo. Incluindo todos os prós e contras, ainda era uma quantia que excedia muito o que se poderia ganhar simplesmente caçando monstros.

“Embora não seja muito se considerarmos a quantidade de dinheiro que gastarei no futuro também.”

— Prrr que está me olhando assim? — perguntou Missha.

— Não importa. Termine sua comida.

As coisas haviam mudado. Após a essência de vampiro, absorvi a essência de um Orc Herói, que pensei que só poderia ser obtida mais tarde. Além disso, encontrei uma companheira que poderia ficar mais forte comigo.

“Tenho que começar com isso quando voltar.”

Portanto, era necessário reavaliar o plano.

  1. Nível de reputação, não personagem []
Olá, eu sou o MrRody!

Olá, eu sou o MrRody!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥