Selecione o tipo de erro abaixo

O cogumelo, misturado com fogo, subiu ao céu. O ar escuro dispersou a fumaça, revelando o gigante azul e preto cuja cabeça havia sumido e cujo corpo estava mais do que esfarrapado.

Nesse momento, as vidas inteligentes das diferentes espécies que compunham o corpo do gigante foram repentinamente animadas. Elas surgiram em direção à cabeça como uma maré apressada e, depois de apenas alguns segundos, uma nova cabeça foi criada.

“É realmente difícil. Como esperado de uma obra-prima da Escola de Necromancia.” Lucien apontou o brilhante Apoio Espacial em suas mãos para os cadáveres de humanos, elfos e dragões, que foram imediatamente desacelerados como marionetes. A velocidade de recuperação do gigante foi reduzida.

Então, o luar frio apareceu nas pupilas escuras de Lucien. Ele se transformou em um Cavaleiro Lendário e sacou a espada longa. Voando para o céu, ele desceu e cortou o gigante como uma estrela cadente.

Não porque Lucien não quisesse acabar com isso com magia, mas porque o monstro poderia alcançá-los a qualquer momento e ele não poderia perder tempo. Naturalmente, a melhor solução era esmagar diretamente o inimigo com a Espada da Verdade!

Depois de um flash da espada de prata, uma lacuna ilusória apareceu no gigante sem um som, cortando a defesa, o ar escuro e o corpo físico de uma só vez, antes de ser dividido em inúmeros ramos e se espalhar para todas as partes do corpo do gigante.

Crack, crack, crack. Os cadáveres das criaturas inteligentes se transformaram em carne minúscula, quebrada e podre e caíram como uma chuva.

Na tempestade de sangue, carne e muco, Lucien foi cercado pelo luar prateado que vaporizou a ‘água da chuva’ que caiu sobre ele, enquanto recolhia o coração partido do gigante.

O coração negro parou gradualmente de bater. Então, a carne na superfície decolou uma camada após a outra, revelando a poça de fluidos verdes brilhantes do tamanho de um polegar dentro. Ar intenso de vida podia ser sentido.

Lucien pegou um bule de chá de prata cheio de padrões mágicos e derramou a Fonte da Juventude nele, antes de fechar novamente o recipiente.

“Vamos continuar. Não estamos longe do local marcado por Maskelyne.” Rhine, mais ou menos recuperado, aproximou-se sozinho e incitou Lucien. Para ele, a Fonte da Juventude era inútil e até altamente venenosa.

Lucien guardou o bule mágico e estava prestes a cancelar sua transformação, quando de repente ouviu um soluço que baixou a temperatura em dezenas de graus.

Wu, wu, wu. Nos gritos de congelar o sangue, lápides caíram e caixões foram abertos. As roupas pretas, cinzas e brancas tremeram e se levantaram como se estivessem vivas, antes de balançarem para o centro.

Seus movimentos pareciam anormais, mas eram extremamente rápidos. Não demorou muito para que fossem integradas a um boneco gigante que usava um casaco colorido e um sorriso misterioso, o que fez Lucien, cujos instintos se tornaram muito mais aguçados depois que se tornou um Cavaleiro Lendário, sentir uma pitada de perigo.

“O que é isso?” Perguntou Lucien subconscientemente.

Rhine balançou a cabeça. “Eu também não sei. De todos os costumes misteriosos, só conheço um terço no máximo.”

Emitindo uma aura próxima ao nível três do lendário, o boneco tomou forma enquanto ria e chorava.

“Vamos!”

Lucien não tinha intenção de lutar. Embora houvesse uma chance para ele derrotar o boneco assustador se ele carregasse toda a sua força e seus itens junto com as abundantes coleções de Rhine, isso os atrasaria significativamente e seria um desastre se o verdadeiro monstro os pegasse. Além disso, depois de matarem o boneco, outros espectros poderiam aparecer e a batalha poderia se prolongar indefinidamente.

Não tendo tempo para cancelar a transformação, Lucien agarrou Rhine pelo braço e voou para a frente pelo luar, iluminando o deserto cinzento.

Muito em breve, um portão preto apareceu entre as lápides.

“Wu! Wu! Wu!”

Os gritos e risos assustadores de repente ecoaram perto dos ouvidos de Lucien, dissolvendo a Parede Espacial ao seu redor que ele criou com o Apoio Espacial. Ele também foi soprado para fora do luar1.

Lucien estremeceu fortemente, sentindo que o vento frio estava entrando em suas roupas e que o corpo físico de Cavaleiro Lendário não estava aguentando. Parecia que apenas as roupas como o Manto dos Grandes Arcanistas não foram afetadas. Mas é claro que elas também não poderiam fornecer nenhuma ajuda.

Diante do ‘boneco’ que não poderia ser inferido com bom senso, Lucien não voltou atrás, mas continuou voando ao portão preto. Nesse ínterim, ele cortou para trás com a Espada da Verdade sem mirar no alvo.

“Wu!”

A espada de prata brilhou e os gritos incontáveis ​​vezes mais miseráveis ​​do que agora explodiram. O vento gelado soprando em seu pescoço parou abruptamente.

Sem tempo para confirmar o resultado ou verificar o portão preto, Lucien simplesmente entrou.

“Wu! Wu! Wu!”

Depois que ele pulou no corredor cinza, os gritos e risos chegaram aos ouvidos de Lucien ainda mais alto. Ele se apressou para invocar o luar e fechar o portão preto.

Dum! Dum! Dum

O barulho de alguém batendo no portão retumbou. O portão preto estava inclinado para a frente, como se fosse ser aberto a qualquer momento.

Com o sangue gelado, Lucien calculou as coordenadas e viajou entre diferentes portões negros.

Depois de vários corredores cinzentos, Lucien e Rhine finalmente se livraram do misterioso boneco.

“A localização que Maskelyne deixou para trás está bem ao nosso lado…” Após seu cálculo, as pupilas de Lucien se contraíram violentamente. Seu coração estava agitado além de seu controle, apesar da pacificação da magia.

O que ele veria lá?

Ele poderia descobrir os segredos do monstro?

Seria algo inimaginável, ou o presságio de horror e desespero?

Rhine, por outro lado, estava bastante calmo. Ele limpou sua camisa preta e seu casaco vermelho, antes de apontar para um dos portões pretos com um sorriso. “Eu acredito que seja atrás daquele portão, certo?”

“Sim.” Lucien se aproximou e verificou primeiro com magia. Depois de garantir que não havia perigo, ele empurrou o portão lentamente.

Como o portão se moveu para trás sem fazer barulho, tudo atrás do portão foi revelado diante de Lucien e Rhine.

“Por que?” Lucien tentou se controlar para evitar que sua racionalidade fosse afogada pela decepção.

Atrás do portão preto estava o mesmo corredor cinza que era exatamente como qualquer outro corredor. Não havia nenhum resíduo de padrão mágico prateado.

“Verifique com cuidado.” Rhine parou de sorrir e entrou no corredor cinza, procurando por qualquer vestígio.

Depois de confirmar que as coordenadas estavam corretas, Lucien o seguiu até o corredor. De repente, ele sentiu que a Coroa do Sol em seu peito ondulava, como se estivesse interagindo com um determinado objeto dentro do salão.

Após a interação, Lucien parou em frente a um pilar cinza. Ele o examinou com vários feitiços.

Depois de muito tempo, Lucien suspirou: “Como esperado de um profeta de nível três. Este portão é o melhor exemplo de esconderijos. Sem a instrução da Coroa do Sol, temo que apenas os melhores lendários possam descobri-lo, e até mesmo eles falharão se forem um pouco descuidados.”

Enquanto falava, Lucien ativou a porta secreta e prendeu a Coroa do Sol nela. Embora Lucien tivesse muitas maneiras de quebrá-la, era a maneira mais simples e que economizava tempo de usar a Coroa do Sol.

O brilho do sol que não pertencia a este lugar brilhava dentro do salão cinza, e uma porta secreta foi lentamente aberta, revelando uma bagunçada câmara cinza onde tubos mágicos quebrados, poções alquímicas, potes e utensílios estavam por toda parte.

Parecia que o mestre deste lugar não estava de bom humor, ou havia saído às pressas, porque se uma batalha de lendários tivesse acontecido neste lugar, Lucien tinha certeza de que nada disso poderia ter sobrevivido.

A câmara foi organizada na aparência típica de um antigo laboratório de magia. Lucien não demorou muito para encontrar uma mesa escondida, na qual havia três itens: o torso de uma marionete, um caderno mágico e um espelho cinza onde flutuavam incontáveis ​​padrões mágicos misteriosos.

“Espelho do Destino. Este é verdadeiramente o laboratório de Maskelyne.” Rhine reconheceu o espelho após o primeiro olhar. Ele explicou a Lucien casualmente: “Maskelyne uma vez trabalhou junto com McLeod, na esperança de criar um item lendário que pudesse refletir o rio do destino. No entanto, mesmo um Semi Deus não seria capaz disso. Eles só conseguiram criar um item que só poderia ser usado por um período limitado. No entanto, provou ser muito eficaz nas duas primeiras utilizações. Na primeira vez, previu o paradeiro dos pertences de Thanos com muita precisão e, na segunda vez, previu que ele ficaria preso.”

“Então, um item lendário da Escola de Astrologia.” Lucien percebeu que Rhine sabia mais do que ele pensava. Ele examinou o Espelho do Destino casualmente.

“Espelho do Destino, um item lendário de nível três de qualidade perfeita, pode dizer o que aconteceu no passado com bastante precisão e prever uma cena futura com menos precisão. É um reflexo do rio do destino e não deveria existir neste mundo. Ele será quebrado após cinco usos.”

“Previsões usadas: quatro.”

“O destino de todos está predeterminado, mas os olhos dos mortais não conseguem ver através da névoa pesada.”

“Por Waldo K. Maskelyne.”

“Só resta uma vez. Parece que o Sr. Maskelyne o usou depois que ficou preso aqui.” Segurando o Espelho do Destino, Lucien disse com um humor pesado.

Rhine sorriu, “Se fosse eu, eu teria previsto os segredos do monstro com o Espelho do Destino também. Eu me pergunto se ele encontrou alguma coisa.”

Sem pressa de abrir o caderno, Lucien pegou o torso esverdeado do boneco. “Por que uma parte da marionete de McLeod apareceria no laboratório do Sr. Maskelyne?”

“Talvez Maskelyne tenha encontrado uma pista depois que McLeod ‘desapareceu’.” Rhine olhou em volta e de repente sorriu. “Este lugar foi processado por Maskelyne. O fluxo do tempo é tão rápido quanto o mundo exterior. Mesmo que o monstro chegue logo, teremos tempo suficiente para nossa recuperação.”

Lucien ainda não abriu o caderno mágico. Solenemente, ele disse: “Tenho duas perguntas”.

“Quais são?” perguntou Rhine.

“A primeira pergunta é o que eu tinha antes. Por que o monstro não destruiu esses restos? Eu não acho que eles poderiam ter escapado da atenção do monstro, certo?” Lucien cerrou o punho direito e bateu no queixo. “Vamos pensar ao contrário. Por que o Sr. Maskelyne e seus companheiros deixaram restos, anotações e itens no final como sua última tentativa? Eles tinham certeza de que o monstro não os destruiria?”

Rhine não disse nada, mas ouviu a análise de Lucien em silêncio.

“A segunda pergunta. Há tantos salões cinzas e, no entanto, encontramos os fragmentos de papel, as partes das marionetes e o resíduo da magia com tanta facilidade. Não foi muita coincidência?”

“Você acha que o monstro estava nos enganando de propósito?” Rhine franziu os lábios.

“Isso é possível, mas qual é o ponto? Por que não pode nos derrotar?” Lucien suspeitava que o monstro estava aprofundando a ilusão ou o sonho por meio de dicas, mas ele ainda podia abrir sua biblioteca espiritual.

Respirando fundo, Lucien disse em voz baixa: “Pode haver pistas no caderno.”

Abrindo o caderno mágico, a caligrafia familiar de Maskelyne apareceu:

“… Através do Espelho do Destino, encontramos um dos laboratórios secretos do Sr. Thanos. O experimento que ele fez lá foi realmente incrível. Foi uma grande inspiração para nós…”

  1. nao sei se vcs lembram, la no começo da novel, lucien poderia usar o luar para meio que ficar transparente com seu poder de sangue, aqui ele usou a mesma coisa
Olá, eu sou o Vento_Leste!

Olá, eu sou o Vento_Leste!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥