Selecione o tipo de erro abaixo

O último dia da competição de caça estava amanhecendo.

— Oh, esta é a minha armadura?

O imperador Yovanes perguntou, erguendo uma armadura dourada cintilante.

— Sim, Sua Majestade. Eu preparei especificamente para você uma cor que se destaca.

— Sim, Sim. Com este tipo de cor, você poderá me ver, mesmo no meio da Floresta do Homem Louco!

Yovanes caiu na gargalhada enquanto me dava tapinhas no ombro.

Ah, sério.

Eu escorreguei para trás enquanto dizia:

— A segurança de Vossa Majestade é nossa primeira prioridade.

Será problemático se Yovanes se machucar em uma competição de caça que foi organizada por mim.

— Hahaha! Você fala extremamente bem!

O imperador caiu na gargalhada mais uma vez.

— Eu senti como se tivesse um espinho no coração, já que há muito tempo não conseguia ir ao local de caça. Agora, parece que também é graças a você que consigo rir em voz alta!

Ele então acena para seu servo ajudá-lo a colocar a armadura em seu corpo.

Como esperado, o peitoral que preparei antes se encaixa perfeitamente no corpo do Imperador Yovanes.

— Sim, parece se encaixar extremamente bem. Todos os cavaleiros terminaram de se preparar?

O imperador Yovanes perguntou ao Comandante dos Cavaleiros Imperiais.

— Sim, Sua Majestade. Um total de dez cavaleiros, incluindo eu, o acompanharão, Vossa Majestade.

O cavaleiro imperial, que parecia feroz à primeira vista, aproximou-se de nós.

Foi uma aparição que me lembrou do Patriarca de Sushou.

Dei uma olhada rápida naquela aparência, então me esgueirei por trás e perguntei a Yovanes.

— Vossa Majestade, se você não se importa, posso me juntar a você para ir para a floresta também?

— Hum? Você, Florentia?

O imperador arregalou os olhos e perguntou de novo, com uma expressão de surpresa.

— Sim, é o último dia da competição e eu queria ir para a floresta pelo menos uma vez, mas ainda não tive a chance.

— Mas é muito perigoso para uma jovem entrar.

O imperador disse com expressão preocupada.

Eu sabia que ele diria isso, carregando as palavras que eu havia preparado anteriormente.

Eu sorri para o Imperador Yovanes e disse.

— Com o forte imperador e os capazes cavaleiros imperiais ao lado dele, existe lugar mais seguro no Império?

Com certeza.

Os cantos da boca do imperador se curvaram e seu sorriso tornou-se indescritivelmente mais ensolarado.

A expressão do comandante dos cavaleiros imperiais de rosto rígido e impassível também se contraiu ligeiramente.

— Ohoho, isso mesmo! Tudo bem então, vamos para a floresta juntos!

— Uau! Obrigada por me permitir fazê-lo, Vossa Majestade!

Curvei minha cabeça para o Imperador Yovanes e dei um pequeno aceno de cabeça para o Comandante dos Cavaleiros Imperiais.

— … eu protegerei sua segurança, Lady Lombardi.

O Comandante dos Cavaleiros disse em voz baixa.


Eu sabia que isso ia acontecer.

Cerca de uma hora se passou desde que entramos na Floresta do Homem Louco.

O grupo do imperador e eu vimos um homem.

Esse homem era Perez, que tinha um arco na mão.

Embora parecesse que o nosso cruzamento de caminhos não passou de uma coincidência.

Eu não tinha certeza.

Foi realmente apenas uma coincidência?

Eu sabia que algo assim teria acontecido, então dei uma desculpa para seguir o imperador.

Tive a forte sensação de que tudo o que Perez havia preparado ocorreria hoje, no final da competição de caça.

— Vossa Majestade, este lugar é…

Perez, que estava prestes a dizer algo ao imperador Yovanes, de repente me encontrou no meio do aglomerado de pessoas e parou de falar abruptamente.

Ele tinha uma expressão que parecia me perguntar: ‘O que você está fazendo aqui?’

Eu sorri e dei a ele um olhar que transmitia que eu estava aqui apenas para assistir.

Eu só vim aqui para assistir.

Mas Perez, cujo rosto estava rígido, não conseguia tirar os olhos de mim.

— Ah, então o Segundo Príncipe também estava caçando por aqui.

Eventualmente, Yovanes acabou sendo o único a mencionar a coincidência primeiro.

— … sim, Vossa Majestade, já que este é um lugar onde monstros perigosos tendem a aparecer. Por que não te levo para uma área diferente?

Perez disse, voltando-se para olhar para o Imperador e o Comandante dos Cavaleiros.

— Hmm, é mesmo? Mas achei que ainda estivéssemos bem perto da entrada.

— Sim, vou te levar a um lugar mais seguro.

Com as palavras de Perez, o imperador se virou para olhar para trás, para o comandante dos cavaleiros imperiais.

— Eu prefiro fazer isso. Sua Alteza saberia mais sobre o que acontece dentro da floresta do que nós.

No final, o imperador e eu nos movemos em sucessão para seguir Perez com os dez cavaleiros imperiais atrás dele.

Parecia que estávamos indo para um lugar mais seguro perto da entrada da floresta, mas Perez estava nos conduzindo de volta.

Hmm, poderia ser isso?

Então, de repente, aconteceu.

— Kyakkk!

Um monstro com garras afiadas apareceu de repente enquanto soltava um grito estranho.

E aquele para o qual aconteceu de saltar também inesperadamente passou a ser o imperador.

Os cavaleiros imperiais rapidamente avançaram na tentativa de proteger o imperador.

No entanto, a flecha de Perez o atingiu primeiro.

A flecha voou para sua marca no lado do monstro, caindo naquele momento.

Mas o monstro não veio sozinho.

O próximo monstro apareceu imediatamente após a queda do primeiro.

No entanto, a direção que veio dessa época não foi a ideal.

Ele estava se aproximando do ponto cego dos cavaleiros imperiais.

— Heok!

O imperador Yovanes rapidamente recuou surpreso, mas parecia que o monstro havia conseguido atingi-lo.

— Kyakk!

Então, bem na frente dele, o grito horrível do monstro de repente soou.

Então, quando as longas garras do monstro finalmente alcançaram a couraça do imperador.

De repente!

Uma luz azul de repente brilhou, dividindo o monstro ao meio e caindo no chão.

— Há- Ha…?

O imperador Yovanes piscou, deixando escapar um suspiro de alívio constante, como se estivesse murchando.

Então, o imperador usou ambas as mãos para tatear por sua armadura, rastreando-as.

Havia longas marcas de garras embutidas na armadura de ouro.

— Sua Majestade! Você está bem?!

Em um instante, os cavaleiros fizeram um acampamento para proteger os arredores e gritaram.

— E-é apenas um arranhão na minha armadura. Não é grande coisa, não se preocupe!

Mesmo neste momento, o imperador fingiu ser forte.

Mesmo que eu ainda pudesse ver todos os seus dedos tremendo.

— Por favor, use isto em vez disso.

Perez, que embainhou a espada e veio para o seu lado, tirou o que estava vestindo, dizendo ao imperador.

— Uma armadura muito arranhada e danificada não será capaz de resistir se for atacada novamente.

O olhar do Imperador Yovanes naquele momento imediatamente se voltou para o corpo de Perez, que não tinha armadura alguma.

— Tudo bem, eu deveria fazer isso.

No final, a armadura vermelha que Perez estava usando foi enrolada no corpo do imperador.

Naquele momento, meus olhos encontraram os de Perez.

As pupilas vermelhas de Perez pareciam penetrar profundamente nas minhas.

— Tome cuidado.

Perez disse para mim.

Sem responder, olhei fixamente para o rosto de Perez.

Foi ele quem me pediu para garantir que a armadura que preparei para o imperador seria de ouro.

— Vamos voltar rapidamente.

O imperador Yovanes disse, para surpresa de ninguém.

— É assim.

Perez passou para a frente e assumiu a liderança novamente como ele disse.

E não muito depois, percebi qual era o plano de Perez o tempo todo.

— …Primeiro Príncipe?

Astana apareceu na nossa frente, que estávamos em constante movimento.

Ele segurava uma espada em uma mão, mancando e coberto de sangue de monstro da cabeça aos pés.

Astana estava sorrindo.

E então, de repente, ele começou a correr em nossa direção.

Para ser exato, para o imperador que estava bem ao meu lado.

— Pare!

O comandante gritou.

Os cavaleiros correram rapidamente para defender o imperador enquanto outros correram para impedir Astana.

— Por favor, pare!

Mas Astana foi muito rápido.

Como se estivesse possuído por algo, Astana saiu correndo, escapulindo dos cavaleiros.

Foi uma força monstruosa.

— Eu vou matar você!

Astana, que soltou um grito horrível, fechou a distância.

— Droga.

O comandante que estava ao lado do imperador, protegendo-o, acabou puxando sua espada.

Para um cavaleiro imperial, apontar uma espada para o príncipe era como seu último recurso.

O comandante dos cavaleiros imperiais cerrou os dentes antes de se chocar com a espada de Astana.

Quando a espada foi atirada para longe, a mão de Astana ficou vazia.

— Vossa Alteza, por favor, acalme-se!

Velsac, que havia abandonado sua espada na frente dos cavaleiros imperiais e corrido atrás de Astana apressadamente, gritou enquanto tentava recuperar o fôlego.

E foi naquele momento.

— Morra!

Astana gritou desesperadamente, balançando algo.

Krrrk!

Um ruído áspero tocou claramente em meus ouvidos.

Mas não foi o grito do imperador que se seguiu.

— Argh! Aaargh!

Era Astana que rolava freneticamente no chão como se tivesse enlouquecido, soltando um grito de dor.

— Minha mão! Ack, isso dói! Minha mão!

A mão direita de Astana havia sumido.

Além do sangue vermelho que jorrava sem parar, não havia mais nada ali.

— Ah, ahhhh…

A mão que havia sido decepada estava aos pés de um Velsac rígido e congelado.

Que ainda estava segurando firmemente uma adaga afiada.

Enquanto todos ainda estavam congelados.

— Comandante, proteja Sua Majestade.

Perez ordenou em voz baixa, olhando friamente para Astana, que ainda estava rolando no chão.

— … sim.

O comandante de rosto rígido respondeu, pegando a adaga que havia caído no chão.

Junto com a mão de Astana.

Entregando para um cavaleiro, ele disse.

— Mantenha-o seguro. São as evidências do suposto assassinato do imperador.

Foi o momento em que Astana se tornou um pecador.

Então Perez se aproximou de mim.

Ele estendeu a mão para o meu rosto.

— Sangue respingado.

— Ah…

Enquanto estava ao lado do imperador, parece que o sangue de Astana também respingou em mim.

A mão de Perez tocou minha bochecha.

E começou a limpar cuidadosamente o sangue seco do meu rosto.

— Desculpe.

Depois de cortar a mão de Astana, o despreocupado Perez franziu as sobrancelhas em uma carranca.

— Sinto muito, Flore.

Perez disse em voz baixa.

— Aaaargh!

O grito de Astana, que ainda ressoava, e a voz do comandante também se ouviu, dizendo:

— Temos que descobrir qual foi o motivo dele ou se havia alguém atrás dele puxando os cordões, então temos que mantê-lo vivo.

— Ha…

Era a voz do imperador Yovanes, que havia sido esquecido por um momento.

— Haha…

O imperador tinha um sorriso irônico no rosto e acariciava o peitoral vermelho da armadura.

Era a parte que tinha uma marca da adaga feita por Astana.

— No final, foi assim…

O imperador olhou para Astana, murmurando palavras de significado desconhecido.

Perez também olhou para Astana e cuspiu.

— Pode ser por causa da magia.

— Magia?

— No sangue dos monstros que vivem na Floresta do Homem Louco flui um feitiço das trevas. Diz-se que pode desencadear o surgimento dos desejos mais profundos de um homem. Talvez seja por isso que ele perdeu sua racionalidade e mudou de repente.

— Desejo. Desejo, você diz.

Os olhos do murmurante Yovanes gradualmente esfriaram.

— Segundo Príncipe.

Yovanes chamou por Perez.

E convocou uma ordem imperial.

— Escolte o Primeiro Príncipe de volta ao palácio.


A procissão do imperador estava voltando da competição de caça.

A imperatriz Lavigne, que saíra para a frente do palácio para ser a primeira a saudar o imperador, estava lá.

O imperador Yovanes desceu da primeira e mais luxuosa carruagem.

Então Perez desceu da próxima carruagem que o seguia.

Mas foi estranho.

Ninguém havia descido da carruagem de Astana.

— Vossa Majestade, onde está o Primeiro Príncipe…

Aconteceu no momento em que a Imperatriz Lavigne começou a fazer sua pergunta.

— Mãe! Mãe!

Alguém na parte de trás da procissão começou a chorar repentinamente.

A Imperatriz Lavigne, que acabara de olhar casualmente naquela direção, deixou escapar sem querer uma expressão de choque e horror.

— P-Príncipe! Príncipe, como é que…!

Astana, cujo corpo inteiro estava coberto com sangue seco e endurecido, chorou tristemente assim que viu a imperatriz.

— Mãe! Hnng, mãe!

Então Lavigne, que finalmente percebeu a mão direita enfaixada de Astana, soltou um grito silencioso.

— Sua Majestade, o que está acontecendo? Como isso pode ser…!

Mas o imperador Yovanes não respondeu.

Ele só falava com o tom da imperatriz.

— O Primeiro Príncipe, leve-o para longe.

— Você não pode!

Imperatriz Lavigne gritou, ficando na frente de Astana e bloqueando-o.

— Exatamente que pecado o príncipe cometeu para você fazer isso? Além disso, até mesmo para ferir o príncipe…

— A acusação é a tentativa de assassinato do imperador e traição.

Os olhos da Imperatriz se arregalaram em choque.

O imperador Yovanes respondeu friamente e subiu as escadas.

Deixando a imperatriz congelada sozinha.

— Me solta, mãe! Mãe!

Astana foi arrastada para longe, ainda chamando a imperatriz.

Mas, desta vez, a Imperatriz Lavigne também não conseguiu detê-los.

— De jeito nenhum… de jeito nenhum…

Perez passou diante da imperatriz que estava em estado de choque, ainda murmurando sua descrença.

Naquele momento, os olhos azuis de Lavigne encontraram os vermelhos de Perez.

— Você, você…

Passando pela imperatriz que começava a se dar conta da situação, Perez deu uma ordem ao comandante.

— Mantenha o pecador na prisão. Eu mesmo vou interrogá-lo.

Seguindo os passos do Imperador Yovanes e subindo as escadas, o canto da boca de Perez silenciosamente se torceu em um sorriso malicioso.

Picture of Olá, eu sou o Babi.Bia!

Olá, eu sou o Babi.Bia!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥